Categorias
Câmeras e lentes

Qual lente é melhor, 35mm ou 50mm? Veja aqui quem ganha!

Qual lente é melhor, 35mm ou 50mm?

Falamos muito sobre lentes prime no nosso dia a dia como fotógrafos, mais uma pergunta que sempre assombra todos os fotógrafos é Qual lente é melhor, 35mm ou 50mm?

E esta nem sempre é uma pergunta fácil de responder. Existem várias razões para alguém escolher uma lente 50mm ao invés de uma lente 35mm e vice e versa. 

Embora as lentes primes sejam maravilhosos e produzam imagens nítidas e impressionantes, elas podem pecar na falta de versatilidade, como por exemplo não ter nenhum poder de zoom. 

Mesmo que você não possa aumentar e diminuir o zoom, as lentes prime têm muitos benefícios que discutirei neste artigo. Se você precisa escolher entre uma 35mm vs 50mm, e saber qual é a melhor lente, você está no lugar certo. 

Mas antes de ver qual é a grande diferença entre lentes 35mm vs 50mm temos que tirar duas coisas importantes do caminho. O que são lentes primes e qual a diferença entre sensor full frame e sensor cropado.

O que é uma lente Prime?

Uma lente prime é simplesmente uma lente de distância focal fixa. As pessoas preferem lentes prime qualidade porque elas são consideradas mais nítidas e com qualidade de imagem superior, o que nem sempre é verdade. 

Como existem menos peças móveis e vidro, a imagem quando chega ao sensor parece mais nítida e pura, mas claro que isto depende muito da construção geral da lente. 

Outra grande vantagem das lentes prime é que elas geralmente são mais rápidas. Isso significa que eles normalmente têm aberturas maiores, como a Canon 50mm f / 1.2. Você pode abrir a lente e fotografar com pouca luz, além de obter uma boa profundidade de campo ou fundo desfocado.

Sensor cropado vs sensor full frame

Sensor Full frame e sensor cropado são referências ao tamanho do sensor da câmera. Câmeras diferentes têm tamanhos de sensor diferentes. Um sensor full frame, também chamado de sensor de quadro completo, simplesmente se refere a um sensor de câmera digital que tem o mesmo tamanho que o filme de 35mm costumava ser. 

Dependendo dos sensores full frame ou dos cropados, as lentes atuarão como distância focal diferente devido à diferença de tamanho do sensor, também conhecido como fator de corte.

Se você possui uma lente de 50mm, o vidro fica a 50mm do sensor e esse é efetivamente o seu “zoom”. Mas em uma câmera com sensor cropado, digamos uma Canon T5i, o fator de corte é 1,6x. 

Portanto, se você tiver uma lente de 50mm em um sensor cropado a 1,6x, sua distância focal efetiva seria de 50 × 1,6, proporcionando um “zoom” equivalente a de 80mm. A mesma situação pode acontecer com uma lente 35mm produzida para sensores full frame, 35 x 1.6 = 56mm. 

Nem todas as marcas usam o mesmo fator de corte, então se você usa uma câmera com sensor cropado, APS-C, procure saber qual é o fator de corte de sua câmera de forma a poder compensar a distância focal.

Vantagens de uma lente 35mm 

Uma lente prime de 35 mm é uma ótima lente para várias situações. Conheço pessoas que usam apenas uma lente na maioria do tempo, e normalmente é uma lente 35mm. Devido ao seu ângulo de visão, bem amplo, ela é consideradas por muitos a melhor lente para fotografia de rua. Não apenas pelo ângulo de visão mas também pela vibe geral que ela gera.

Uma grande vantagem de ter uma lente prime de 35mm é o fato de que provavelmente terá uma abertura bastante grande. Portanto, você ainda tem a capacidade de obter uma boa profundidade de campo, enquanto simultaneamente obtém um quadro relativamente amplo.

As lentes 35mm são ótimas para colocar a criatividade em ação. Como esta lente é uma lente que beira as grande angulares, se você quiser algum detalhe você terá que se aproximar bastante do que estiver fotografando. Lidar com toda a distorção gerada na imagem por esta situação fará com que você tenha ser mais criativo pra criar imagens legais.

Mulher andando pela rua enquanto olha para celular -Qual lente é melhor, 35mm ou 50mm? Veja aqui quem ganha!

Grandes opções de lente 35mm.

  • Nikon AF-S 35mm F1.4G Nikkor 
  • Canon EF 35mm f/1.4L II USM
  • Sony SEL FE 35mm F1.4 Zeiss
  • Sigma 35mm f / 1.4 Art Lens 

Desvantagem de uma lente 35mm

Não importa qual marca de câmera ou lentes vocÊ tenha, todas elas têm alguma limitação, e por isso que nós como fotógrafos gostamos, e precisamos tem várias ferramentas disponíveis. 

Uma das maiores limitações da lente de 35mm é o fato de que você precisa estar bem próximo do assunto na maioria das situações de retratos, ou seja closes. Isto pode levar você ou seu assunto a situações não tão confortáveis. 

Algo que pode ser facilmente resolvido com uma lente teleobjetiva, algo entre 105mm a 300mm. 

Um outro ponto fraco de uma lente curta, é a compressão de fundo, que quando comparado com uma lente mais longa fica evidente o quanto de diferença isto faz em um foto.

Vantagens de uma lente 50mm 

As “cinquentinha”, como às vezes elas chamadas, são um padrão há muito tempo. A maioria das câmeras de filme de 35mm tinha uma lente 50mm como padrão. Ela é muito famosa por produzir imagem que se parecem muito com o que olho humano é capaz de enxergar em relação a ângulos de visão. 

Geralmente, é a próxima lente que eu recomendo para as pessoas quando elas desejam uma lente além da lente do kit 18-55mm. 

Noiva olhando para camera em um muro de flores - Qual lente é melhor, 35mm ou 50mm? Veja aqui quem ganha!

A Canon, por exemplo, tem uma 50mm f / 1.8 por cerca de US $ 130, que é um ótimo preço por essa lente rápida. 

Como a lente de 50 mm é um pouco mais longa, você verá uma profundidade de campo um pouco melhor que a de 35 mm, além de um melhor bokeh ou desfoque de fundo.

Existem muitos profissionais que não troca suas lente de 50mm por praticamente nada, pra mim ela é indispensável. Uma das melhores coisas dessa lente é que ela permite que você fique perto dos objetos, mas sem ser tão invasivo. 

Chinesa com vestido vermelho em uma rua - Qual lente é melhor, 35mm ou 50mm? Veja aqui quem ganha!

Eu sei que isso soa realmente estranho, mas quando você está fotografando com uma lente muito longa e precisa fotografar a 100 metros de distância, pode ser realmente impessoal. 

Descobri que todo mundo fica mais à vontade quando você fica perto do assunto e não precisa gritar com eles.

Grandes opções de lente 50mm.

  • AF-S NIKKOR 50MM F1.8G
  • AF-S NIKKOR 50mm f/1.4G
  • Canon EF 50mm f/1.4 USM
  • Canon EF 50mm f/1.8 STM
  • Sony FE 50mm f/1.8
  • Sigma 50MM F1.4 DG HSM Art

Desvantagens de uma lente 50mm

A 50mm também não é uma lente perfeita. Antes de tudo, não lhe dá a aparência ampla que você pode precisar em determinadas situações. Logo se você precisa fotografar uma paisagem talvez ela não seja sua melhor opção.

Outro ponto fraco é quando você não pode estar tão perto do que vai fotografar, como em uma casamento por exemplo, talvez ela te deixe na mão por não ser longa o suficiente.

Se você acha que uma 50mm não é longa o suficiente, também há uma terceira opção. A 85mm prime é uma lente pequena e bonita. Oferece uma boa quantidade de compressão, bokeh e é quase uma lente telefoto. Mas não é tão longo que você precisa puxar o megafone para se comunicar com quem você está fotografando. 

Qual e melhor 35mm vs 50mm

E como sempre quando o assunto são lentes chegamos a um impasse, por a melhor lente para você pode não ser a melhor lente para mim, tudo vai depender do que temos para fotografar. Então a melhor coisa a fazer é escolher a melhor lente para a fotografia que você está tirando.

Não importa de são lentes de 35 ou 50mm, o mais importante é o que você faz com elas. A principal dica que possa te dar é tenha as duas, pois elas serão muito úteis em situações variadas.

Agora se eu tivesse que escolher apenas uma delas ele escolheria a 50mm. Acredito que ela seja um pouco, mas muito pouco mesmo, versátil que a 35mm.

Escolher qual lente é melhor, 35mm ou 50mm é quase uma injustiça pois as duas produzem fotos incríveis, e cabe a você fazer a decisão final pensando em quanto você vai usar uma ou outra.

Se você gostou deste artigo dá uma ajuda para o blog e compartilha ai com seu amigos.

Categorias
Câmeras e lentes Equipamentos

Melhor câmera de 2019: Melhores câmeras que você pode comprar.

Qual é a Melhor câmera 2019? Talvez esta seja uma das questões mais difíceis de responder este ano, pois além de câmeras que foram lançadas ainda no ano passado tivemos ótimos lançamentos durante o ano todo e de todas as marcas.

Como em outros anos escrevi artigos citando o que de melhor tivemos no mercado, este ano não poderia deixar de escrever um também.

Este ano não vou separar as coisas em melhores câmeras mirrorless e melhores câmeras DSLR, porque para ser bem justo acredito que não seja mais necessário separá-las em duas turminhas, agora é mais fácil chamar tudo de câmera fotográfica mesmo, então aqui vai a lista para tentar te ajudar a achar a melhor câmera fotográfica de 2019.

Visão geral. Melhor câmera de 2019:

  1. Nikon Z6 
  2. Fujifilm X-T30
  3. Sony A7 III
  4. Nikon D850
  5. Olympus OM-D E-M10 Mark III
  6. Canon EOS Rebel SL3 / EOS 250D
  7. Panasonic Lumix ZS200 / TZ200
  8. Panasonic Lumix G95 / G90
  9. Olympus Tough TG-6
  10. Sony RX10 III

1. Nikon Z6

Nikon Z6 - Melhor câmera de 2019

Um fio de esperança no futuro da Nikon

Tipo: Mirrorless
Tamanho do sensor: CMOS Full Frame
Resolução para fotos: 24.5MP
Montagem da lente: Nikon Z
Visor: EVF
Tipo de tela: tela sensível ao toque inclinável de 3,2 polegadas, 2.100.000 pontos
Velocidade máxima de disparo contínuo: 12fps
Resolução de vídeo: 4K
Nível de usuário: intermediário / especialista

Mesmo tendo sido lançada em Novembro de 2018 a Nikon Z6 ainda figura por aqui entre as melhores câmeras de 2018.

E a resposta é simples, ela é bem versátil, e confortável. A ergonomia ainda é melhor do que a concorrência, e quando digo isto estou comparando com as câmeras mirrorless da Canon e da Sony.   

O fato de poder gravar 4K usando totalmente o sensor full frame, combinado com a grande capacidade fotografia da câmera, tornam ela uma ótima opção para todos que quer uma câmera que faz bem as duas coisas.

A quantidade de lentes para o novo acoplamento Z ainda é pequena, e este cenário não parece que vai mudar tão rápido. Porém ainda bem que existe o adaptador FTZ, que permite que você possa usar lentes da série Nikon F sem problemas.

Ela definitivamente é uma das melhores câmeras de 2019, mesmo que a Nikon parece estar passando por dificuldades, acredito que ainda seja possível investir nas câmeras da série Z. 

2. Fujifilm X-T30

Fujifilm X-T30 - Melhor câmera de 2019

Cara de ontem, tecnologia de hoje.

Tamanho do sensor: APS-C
Resolução: 26.1MP
Visor: 2.360 mil pontos
Montagem da lente:
Monitor: tela sensível ao toque de ângulo de inclinação de 3,0 polegadas, 1.040 mil pontos
Foco automático: AF de 425 pontos
Taxa máxima de filmagem contínua: 8fps
Filmes: 4K a 30p
Nível de usuário: especialista

Podem falar o que quiser mas uma das marcas mais consistentes com os lançamentos de novas câmeras nos últimos tempo tem sido a Fujifilm. Quase todos os anos eles lançam alguma câmera que aparece na lista das melhores câmeras do ano. E não é a toa que a Fujifilm X-T30 está aqui. 

Ela herdou praticamente tudo de bom que a marca trouxe com a X-T3, só que em um corpo um pouco e menor e mais barato. Então ela entra sim como uma das recomendações do ano.

Um sólido sensor X-Trans CMOS 4 de 26,1 MP, modos populares de simulação de filme, excelentes recursos de vídeo em 4K e um sistema AF híbrido com 425 pontos AF com detecção de fase se destacam como destaques de sua forte folha de especificações. 

É bem provável que marca jaja lance mais uma atualização de firmware onde irá incorporar a detecção de olhos pelo autofoco, fazendo com que a concorrência para a Sony aumente um pouco. 

3. Sony A7 III

Sony A7 III

Resultados de qualidade em parceria com uma operação rápida

Tamanho do sensor: Full Frame
Resolução: 24.2MP
Montagem da lente: Sony E
Visor: 2,359 mil pontos
Monitor: tela sensível ao toque de ângulo de inclinação de 3,0 polegadas, 921 mil pontos
Foco automático: AF de 693 pontos
Taxa máxima de disparo contínuo: 10 fps
Filmes: 4K a 30p
Nível de usuário: intermediário / especialista

Não é a toa que a Sony em pouco mais de 5 se tornou a líder do mercado quando o assunto são câmeras full frame, desculpa ai Nikon e Canon, mas esta é a mais crua verdade. 

Com as Sony A7 e depois com a Sony A7II a marca mostrou que não estava de brincadeira, e procurou sempre um forma de resolver os problemas apontados pelos usuários da marca.

Agora com o lançamento da Sony A 7 III que conta com um sensor de full frame de 24 MP, vídeo 4K, estabilização de imagem baseada em sensor, disparo de 10fps e um sistema AF híbrido de 693 pontos.

E a adição de dois slots de cartão e uma bateria de 710 disparos Além disso, você obtém uma excelente relação custo-benefício e desempenho, é muito difícil bater essa câmera e tirar dela a posição de melhor câmera de 2019. 

Se a Nikon Z6 tivesse uma vasta seleção de lente nativas para a flange Z e um autofoco um pouco mais rápido o posto seria dela. 

Mas como a seleção de lentes para Sony E e o autofoco fenomenal da marca fazem com que a Sony A 7 III seja a câmera a ser batida.

4. Nikon D850

Nikon D850

Resolução, velocidade e controles tradicionais – essa DSLR ainda oferece

Tipo: DSLR
Tamanho do sensor: CMOS de quadro inteiro
Resolução: 45.4MP
Lente: montagem Nikon F
Visor: Óptico
Tipo de tela: tela sensível ao toque inclinável de 3,2 polegadas, 2.359.000 pontos
Velocidade máxima de filmagem contínua: 7fps
Filmes: 4K
Nível de usuário: intermediário / especialista

Você está perdoado se pensa que as únicas opções de câmeras em 2019 no são câmeras mirrorless, afinal as DSLR estão ficando cada vez mais raras.

Porém a Nikon D850 ainda consegue se manter como uma das melhores câmeras do mercado, mesmo depois de 2 anos de seu lançamento. 

Se você precisar de alta resolução, ela possui um sensor de full frame de 45 MP. Se você precisar de velocidade, ele também possui uma opção de disparo com rajada de 7fps, que pode ser aumentada para 9 fps com o grip da bateria. 

OK, isso é razoavelmente modesto em comparação com o Sony A9 II de 20 fps, mas ainda é bom o suficiente para capturar a maioria dos tipos de ação. Além disso, você também tem opções de gravação de vídeo em 4K, além de um corpo robusto protegido contra intempéries. 

5. Olympus OM-D E-M10 Mark III

Olympus OM-D E-M10 Mark III

Desempenho de alto nível em um pacote super pequeno

Tipo: Mirrorless
Tamanho do sensor: Micro Quatro Terços
Resolução: 16.1MP
Lente: Micro Four thirds
Tipo de tela: tela sensível ao toque inclinável de 3,0 polegadas, 1.370.000 pontos
Visor: EVF
Taxa máxima de filmagem contínua: 8.6fps
Filmes: 4K
Nível de usuário: Iniciante / entusiasta

Embora a OM-D E-M10 Mark III não ofereça uma grande atualização em relação a sua irmã mais velha a OM-D E-M10 Mark II , a Olympus refinou e ajustou uma das câmeras mais legais do mercado de Micro Four Thirds

Claro, o sensor Micro Four Thirds é menor que a concorrência e sua resolução de 16MP também pode estar um pouco atrasada, mas não deixe que isso o desencoraje.

A estabilização de imagem baseada no movimento do sensor, algo que muitas câmeras neste nível não oferecem,fora o fato de poder disparar até 8 quadros por segundo e gravar vídeos em 4k. 

Se você leva sua fotografia a sério e não que carregar um equipamento gigante com você pense em Olympus e em algumas câmeras da Fujifilm.

6. Canon EOS Rebel SL 3 / EOS 250D

Canon EOS Rebel SL 3 / EOS 250D

Procurando uma primeira DSLR? O Rebel SL2 é sua melhor opção

Tipo: DSLR
Sensor: APS-C CMOS
Resolução: 24.2MP
Montagem de lente: Canon EF
Visor: Óptico
Tipo de tela: tela sensível ao toque de ângulo variável de 3,0 polegadas, 1.040.000 pontos | Velocidade máxima de filmagem contínua: 5fps
Filmes: 4K
Nível de usuário: Iniciante

Se você está começando na fotografia, ou até mesmo que uma câmera sobressalente, mas não que gastar muito dinheiro aqui vai duas dicas, Canon Rebel SL 3 ou Nikon 3500. São duas câmeras ótimas pelo preço que custam, e se você já estiver estabelecido dentro da plataforma da marca não sentirá muito dor no bolso.

Tendo o apelido bastante duvidoso como a menor DSLR do mundo, com uma tela totalmente articulada, a 250D ainda é uma ótima opção para aprender. Graças a essa tela, também é uma opção decente para vloggers ou fãs de vídeo.

Sendo uma atualização do popular 200D, ele traz alguns novos recursos, como gravação de vídeo 4K e um novo processador. 

Se seu orçamento é limitado e você não precisa de vídeo 4K, a SL2 / 200D mais antiga é uma boa opção, colocando o dinheiro que economiza em uma nova lente. 

Mas se você quer começar a fotografar e não ficar tão preso a tecnologias antigas aconselho a Rebel SL 3 ela tem o sensor de 24,2 megapixels, sistema AF fluido entra em cena ao gravar vídeos.

Há também uma interface fácil de entender, o que é ótimo para quem está começando. O número de lentes disponíveis para a montagem EF da Canon é quase infinito, enquanto os acessórios também são numerosos.

7. Panasonic Lumix ZS200 / TZ200

Panasonic Lumix ZS200 / TZ200

A câmera de viagem perfeita – pequena, versátil e com um zoom decente

Tipo: Compacta
Sensor: CMOS do tipo 1 polegada
Resolução: 20.1MP
Lente: 24-360mm, f / 3.3-6.4
Visor: EVF
Tipo de tela: tela sensível ao toque de 3,0 polegadas, 1.240.000 pontos
Velocidade máxima de filmagem contínua: 10fps
Filmes: 4K
Nível de usuário: Iniciante / entusiasta

A Panasonic mantém seu melhor título de câmera compacta para viagens com o Lumix ZS200 (conhecido como Lumix TZ 200 fora dos EUA). Ele combina um sensor grande de 1,0 polegadas com uma lente zoom óptico de 15x flexível em um pacote com preço acessível.

Há um visor eletrônico embutido que você pode usar em condições de muita luz se a tela sensível ao toque for difícil de ver. Outros recursos úteis incluem a gravação de vídeo 4K, bem como os modos de foto 4K da Panasonic. 

Atualmente, existem no mercado compactas câmeras mais potentes e fáceis de usar e talvez a Cyber-shot RX100 VII seja uma das melhores disponíveis.

Mas para a maioria das pessoas comuns que não têm orçamentos tão grandes, o ZS200 / TZ200 é a opção muito mais sensata, sem comprometer qualidade.

8. Panasonic Lumix G95 / G90

Panasonic Lumix G95 / G90 - Melhor câmera de 2019

Ótima e polivalente, adequado para vloggers

Tipo: Mirrorless
Tamanho do sensor: Micro Quatro Terços
Resolução: 20.3MP
Lente: Micro Four Thirds
Tipo de tela: tela sensível ao toque de ângulo variável de 3,0 polegadas, 1.040.000 pontos
Visor: EVF
Taxa máxima de filmagem contínua: 9 fps / 30fps
Filmes: 4K
Nível de usuário: Intermediário

Se você está procurando por uma câmera que seja polivalente e sólida, capaz de fazer boas fotos e vídeos, a G90 / G95 é uma ótima opção. 

Herdando muitos recursos do G85 e do GH5S, orientada para a vídeo, esta é uma câmera que consegue enfiar muito em seu corpo relativamente pequeno. 

O design é bem pensado, o que significa que o G90 / G95 lida muito bem com a ergonomia mesmo que  as lentes Micro Four Thirds sejam tão pequenas que o sistema geral é muito elegante e compacto. 

Para gravadores de vídeo, há vídeo 4K com perfil V-LogL, em taxas de quadros incluindo 24p, 25p e 30p, enquanto a gravação em Full HD é de até 120 fps no modo Vídeo de alta velocidade. 

As portas de microfone e hot shoe também complementam os recursos centrados em vídeo, mas os fotógrafos também não precisam se sentir deixados de fora, pois também são muito capazes nessa área.

9. Olympus Tough TG-6

Olympus Tough TG-6 - Melhor câmera de 2019

Um corpo resistente e à prova d’água, combinado com recursos de ponta

Tipo: Compacto
Sensor: 1 / 2,3 polegadas
Resolução: 12MP
Lente: 25-100mm f / 2-4.9
Visor: N / A
Monitor: tela de 3,0 polegadas, 1.040.000 pontos
Velocidade máxima de filmagem contínua: 20fps
Filmes: 4K
Nível de usuário: Iniciante

Se você está procurando uma câmera à prova d’água que possa se aventurar em lugares que o seu smartphone não pisa, o TG-6 é a melhor opção. 

A Olympus fez muito para impressionar com a sua gama TG ao longo dos anos. Embora o TG-6 represente uma atualização bastante modesta em relação ao seu antecessor (a TG-5), ainda é o nome ideal para uma opção de câmera compacta resistente ou subaquática. 

Projetada para fazer tudo o que você pode fazer – às vezes literalmente – o TG-6 é à prova d’água até 15 metros, à prova de esmagamento até pesos de 100 kg e à prova de queda de alturas de 2,4 m. Também pode ser usado em temperaturas tão baixas quanto -10 ° C. 

Combine tudo isso com uma câmera que pode gravar em formato bruto, gravar vídeo 4K 30p ou filmagens de alta velocidade a 120p em Full HD e você terá algo muito interessante. 

Para fotógrafos subaquáticos, existem alguns novos modos subaquáticos, mas se você estiver trabalhando principalmente em terra, seria bom considerar o modelo TG-5, versão mais antiga, para economizar dinheiro.

10. Sony RX10 III

Sony RX10 III - Melhor câmera de 2019

A câmera para quem quer qualidade e conveniência

Tipo: Bridge câmera (Híbrido compacta / Mirrorless)
Sensor: CMOS do tipo 1,0 polegadas
Resolução: 20.1MP
Lente: 24-600mm, f / 2.8-4
Tipo de tela: tela inclinável de 3 polegadas, 1.040.000 pontos
Visor: EVF
Velocidade máxima de filmagem contínua: 14 fps
Filmes: 4K
Nível de usuário: Intermediário

Uma bridge câmera combina a flexibilidade de uma sacola cheia de lentes com a conveniência de um único corpo. Pois além de uma bela lente que alcance bem variado, também tem a qualidade de imagem e quase todas as funções de uma mirrorless convencional.

O RX10 III é a terceira superzoom em estilo bridge da popular linha RX10 e, embora tenha sido sucedido pelo RX10 IV mais recente, a RX10 III ainda é a melhor opção quando levamos em consideração o dinheiro envolvido.

Graças ao seu grande sensor de 1 polegada de alta qualidade e à lente de zoom equivalente a 24-600mm com estabilização de imagem, é uma das melhores alternativas DSLR para aqueles que precisam de um alcance focal maciço. 

Os excelentes recursos de vídeo em 4K e a captura em sequência a 14 fps mostram que ele é mais do que capaz quando confrontado com objetos em movimento. 

Muito caro? O RX10 II anterior ainda está disponível (embora sua lente tenha um alcance mais modesto de 24-200 mm), e o FZ1000 da Panasonic, com preço competitivo, é outra opção estelar.

11. Fujifilm GFX 100

Fujifilm GFX 100 - Melhor câmera de 2019

Este monstro dos megapixels é uma das câmeras de formato médio mais emocionante de todos os tempos

Tamanho do sensor: formato médio
Resolução: 102 MP
Visor: 5.760.000 pontos
Monitor: tela de inclinação de três direções e 3,2 polegadas, 2.360 mil pontos
Foco automático: AF híbrido
Taxa máxima de filmagem contínua: 5fps
Filmes: 4K
Nível de usuário: Profissional

A Fujifilm pode não ter câmeras full-frame como muitos de seus rivais, mas conseguiu aproveitar suas bem-sucedidas câmeras da série X com algumas alternativas impressionantes de médio formato. 

E com seu GFX 100, ele mostra o quão bem-sucedido pode ser o casamento entre a tecnologia da série X e um sensor maior, reunindo muitos recursos bem-amados com um sensor de 102 MP (sim, 102 MP) que executa com um padrão excepcional. 

Embora existam outras câmeras de formato médio que tenham mais resolução que a GFX 100, nenhuma pode corresponder ao tipo de usabilidade que temos aqui, com grande controle sobre a sua fotos, juntamente com um impressionante visor eletrônico de 5,76 milhões de pontos e excelente qualidade de vídeo 4K.

Não é perfeita e vai custar muito caro, mas é inquestionavelmente é uma das câmeras de formato médio mais completas que já vi.

Bom como disse no começo do artigo não é tarefa simples encontrar a melhor câmera de 2019, pois além dos grandes lançamentos que tivemos durante o ano de 2019, ainda temos grandes modelos de 2 anos atrás que ainda não foram totalmente superados.

Consideração final

Bom como disse no começo do artigo não é tarefa simples encontrar a melhor câmera de 2019, pois além dos grandes lançamentos que tivemos durante o ano de 2019, ainda temos grandes modelos de 2 anos atrás que ainda não foram totalmente superados.

Claro que o papo aqui não é sempre escolher o melhor apenas pelo melhor. Acredito definitivamente que a melhor câmera de 2019 é aquela que você tem, ou aquela que você pode comprar.

A tecnologia vem muitas vezes para ajudar claro, mas na maioria dos casos não irá fazer você fotografar muito melhor e nem sempre a grande diferença de preço é justificada.

Então se você olha para sua câmera e ela ainda atende todas as suas necessidades você está olhando para a melhor câmera de 2019.

Categorias
Câmeras e lentes Dicas de fotografia

Como escolher a melhor câmera para suas necessidades

Semana passada falei em comprar um câmera nova, mas depois caiu uma ficha e hoje vou escrever como ajudar vocês a escolher a melhor câmera para suas necessidades. Então no artigo de hoje vamos falar sobre isto.

Tal qual qualquer peça de tecnologia hoje em dia que temos uma infinidade de opções para escolher, as câmeras são apenas mais uma. Além de existirem um monte de marcas temos também um monte de modelos e tipos diferentes. Nem sempre você precisa estar na crista da onda e escolher o supra sumo das câmeras. Talvez para fazer o que você gostaria de fazer, escolher uma câmera X, Y ou até mesmo a Z é algo que pode se salvar um bela grana.

O mercado sempre será implacável te dizendo que você precisa estar o mais atualizado possível, mesmo que para isto você tenha que financiar alguma coisa com os seus rins. Então se você não quer ter nenhuma parte do seu corpo retirada em troca de algum equipamento se liga nesses 7 passos para escolher a melhor câmera para suas necessidades.

7 passos para escolher a melhor câmera para suas necessidades

Como escolher a melhor câmera para suas necessidades

Passo 1: Determine qual o tipo de câmera

Determinar qual tipo de câmera melhor câmera para suas necessidades irá resolver praticamente 80% do problema. Aí só sobraram coisa simples para se resolver, na maioria os casos.

Entre os tipo básicos hoje em dia temos

  • Point and Shoot (P&S ou compactas)
  • DSLR
  • Mirrorless

Point-and-shoot em sua maioria são câmeras mais básicas, normalmente tendem a ter preço mais acessível. A grande vantagem deste tipo de câmera é seu tamanho e simplicidade. Se você quer algo que caiba em seu bolso, que não seja complicado de usar e não comprometa tão assim seu orçamento você definitivamente está procurando uma câmera deste tipo.

Como escolher a melhor câmera para suas necessidades

Dependendo do tipo de P&S que você compre você terá uma ótima qualidade de imagem, porém a grande maioria delas tem qualidade limitada, mas ainda sim melhor que a maioria dos smartphone.

O compromisso nestas câmeras é registrar a imagem e pronto ir para a próxima. Câmeras P&S muito baratas não irão te entregar uma boa qualidade de imagem, e as vezes é até melhor só contar com o celular mesmo. Porém certas P&S podem ser capazes de criar fotos ou vídeos muito mais que decentes. Como é o caso da Sony RX100V que uma das P&S top de linha. Veja algumas fotos tiradas por ela aqui.

As Mirrorless podem representar o melhor dos dois mundos hoje em dia, em relação a tamanho de equipamento vs qualidade de fotografia ou vídeo. A ideia é que elas ofereçam a qualidade das DSLR mas com o tamanho de uma câmera compacta. Com relação a o custo de uma câmera mirrorless a história pode variar bastante, pois as mirrorless mais baratas custam menos que uma P&S top de linha. Enquanto uma mirrorless top de linha pode ter custo tão elevado quanto uma ótima DSLR.

Este tipo de câmera pode ser uma ótima pedida para quer achas as DSLR tradicionais muito grandes, o para quem está sempre na estrada e precisa ter um equipamento reduzido. Hoje temos opções de câmeras mirrorless quase de todas as marcas então escolher a melhor câmera para suas necessidades pode ser algo mais fácil caso você seja fiel a uma única marca de câmera.

Como escolher a melhor câmera para suas necessidades - Fuji

As DSLR, ou digital single lens reflex, são a grande opção de muitos fotógrafos profissionais a tempo, e nem tem o que discutir. Assim como nas mirrorless é possível usar lentes diferentes para finalidades diferentes. E também te permite ter controle total sobre suas fotos. Uma das grandes vantagens deste tipo de câmera é a confiabilidade, é pau pra toda obra. E o grande porém é seu tamanho, na sua maioria câmera DSLR profissionais são do tamanho de um trator.

Como temos o mercado bombardeado a anos por câmeras DSLR opções não faltam, você vai encontrar muitos equipamentos novos e usados, antigos e lançamentos. Então tenha paciência na hora de escolher a melhor câmera fotográfica para você.

Como escolher a melhor câmera para suas necessidades - Nikon

Aqui o papo não é quem é melhor, por que afinal não existe exatamente este papo de câmera x e melhor do que câmera Y. Quem vai definir se uma câmera é melhor que outra será a sua necessidade.

Passo 2: Determinar o valor que você quer investir

Dinheiro sempre vai te ajudar a resolver os mais variados problemas, e a quantidade de dinheiro que você está disposto a dar por alguma coisa é proporcional a importância desta coisa para você.

Como escolher a melhor câmera para suas necessidades - Money

O mesmo vale para uma câmera, não importando o tipo, você vai investir mais ou menos dinheiro neste tipo de equipamento dependendo da necessidade dele em sua vida. Definir o seu orçamento é a primeira tarefa aqui, e logo depois ver o que de melhor você consegue comprar com este orçamento. Se você for muito sovina talvez você não consiga comprar algo que realmente atenda suas necessidades. Então tenha em mente que você recebe pelo que paga sempre.

Se você definiu que quer mobilidade e simplicidade você terá que pegar uma câmera P&S e para tal digamos que você tem disponível em seu orçamento R$1500,00. Sendo assim você terá que encontrar um opção dentre estas câmeras neste valor que cobrem certas necessidades que veremos já já.

Não pirem muito em gastar o máximo possível, pois nem sempre este é o caminho.

Passo 3: Desempenho, velocidade e resolução.

Você definiu o tipo de câmera e também o orçamento que você tem disponível para trabalhar. Legal mas ainda faltam coisas cruciais como qual finalidade sua câmera servirá. De nada adianta investir em uma câmara que e super lente e tem foco com o velocidade de uma tartaruga, nada contra as tartarugas, se você vai fotografar esportes por exemplo. Ou ter a câmera com os disparos mais rápidos do planeta se você vai usá la apenas para fotos retratos 3×4 em estúdio.

Aqui vale a regra de conhecer o que você vai fazer para aí sim escolher a melhor ferramenta para o trabalho. Então preste atenção em coisas com quantidade de quadros por segundo (fps), coisas como megapixels (resolução em mp) e outros fatores como velocidade de foco, velocidade de inicialização, tamanho do buffer, etc. Tudo isto é claro vai depender da utilização que você fará da sua câmera.

Se for fotografar casamentos você vai precisar de:

  • Uma câmera que tenha a capacidade de focar rápido
  • Que tenha uma ótima resolução (ou seja, mais megapixels)
  • Seja versátil quanto ao ângulo de visão (poder trocar as lentes)
  • Seja confiável (que não tenha histórico de problemas muito grande)

Estas são apenas algumas das sugestões que posso te dar. Assim você pode pesquisar e ver qual câmera que tem estas características e também se encaixa em seu orçamento.

Passo 4: Estabilização de imagem.

Estabilização de imagem Nikon Z7

Pode parecer bobeira mas ter uma câmera, ou lente, que tenha uma boa estabilização de imagem faz toda a diferença em seu trabalho. Hoje em dia temos mais de uma opção de estabilização de imagem. Hoje ela é normalmente encontrada no sensor das câmeras, comumente chamado de IBIS. Onde o sensor pode se mover para todas, ou apenas para algumas, direção para compensar certos movimentos e tornar a imagem mais nítida. Isto pode ser encontrado também em lentes, chamado de OIS ou VR dependendo da marca. O fato é que se você quer ter este recurso a sua disposição seu orçamento não pode ser tão apertado. Principalmente para quem faz vídeos ter algum recurso de estabilização é necessário.

Passo 5: Gravação de vídeos.

Para muita gente este é o único item que importa,  se a câmera pode fazer bons vídeos ou não. Hoje em dia quase todas elas podem fazer alguma especie de vídeo mais isto não quer dizer que o vídeo é bom. Existem câmera capazes de fazer vídeos incríveis em FHD (1080p) com 120 fps, porém junto com isto temos o custo normalmente elevado. Outras câmaras podem gravar em 4K com apenas 15 fps, que só serve como apresentação de slides e não como vídeo. Se a capacidade de gravação de vídeo para você é importante aconselho você definir quais aspectos do vídeo são os mais importantes, ou serão mais usados, assim você conseguirá definir uma bom caminho de escolha.

Digamos que você quer:

  • Vídeos em câmera lenta
  • Não usar tripé o tempo todo
  • Ótimos qualidade de imagem e muitos detalhes

Você provavelmente está procurando por uma câmera que grave entre 1080p e 4k e que possa fazer entre 60 a 120 fps e que tenha estabilização de imagem ótima. Lógico que o compromisso aqui será o preço, mas é o papo da necessidade, se precisa realmente vai ter que pagar o preço.

Passo 6: Ergonomia e qualidade de construção

Sempre que possível antes de comprar uma câmera nova tente testar ela antes, experimentar mesmo. Assim você vai sentir na mão se ela é confortável ou não, vai por mim não tem nada pior que usar uma câmera desconfortável. Eu tenho uma mão relativamente grande e quando eu pego uma câmera compacta parece que vou esmagar ela. Isto torna minha vida um pouco difícil pois para mim é desconfortável ter que ficar tomando cuidadinho pra não quebrar a camerazinha.

Logo acabo me dando melhor com uma câmera mais parruda. Prestar atenção em detalhes como ergonomia e qualidade de construção irá trazer para seu jogo muita mais confiança em seu equipamento, e logo em sua fotografia. A qualidade de construção irá ditar por quanto tempo que você usará sua câmera, se ele for toda de plástico já viu né. Se você é do tipo que não importa se faz chuva, neve, ou se você está dentro de um rio e mesmo assim vai querer tirar uma ótima foto aconselho você a procurar uma ótima qualidade de construção com um boa vedação contra intempéries.

Passo 7: Conectividade

Hoje vivemos o ápice da geração internet tudo é conectado e shareado online, às vezes até demais. E se para você é necessário que sua câmera tenha integração com seu celular, ou qualquer outro aparelho, você precisa definir qual tipo de conectividade e a mais importante para você. Podemos encontrar câmeras que são capazes de transmitir fotos via  Wi-Fi, bluetooth e até o desconhecido NFC, isto tudo irá tornar mais fácil o compartilhamento de suas fotos em suas mídias sociais.

Alguns tipo de conectividade são ótimos como o Wi-Fi e o GPS. Nada melhor que poder transferir suas fotos para o telefone ou computador sem precisar usar cabos para isto, ou o famoso GPS para nunca perder o local exato onde foi feita a foto. Mas aqui também vale a necessidade, de isto for realmente necessário em sua vida a ponto de você não poder viver sem, invista no recurso, do contrário invista apenas no que lhe é importante.

Conclusão

Comprar uma câmera nova é fácil, você normalmente já sabe do que precisa e quase sempre sabe para onde ir. O problema se instala quando fazemos isso pela primeira vez. Tenha sempre em mente tudo o que você precisa, necessidades reais, e também o que você pode, custo atual e futuro, mas não deixe também de pensar em desejos, coisas que gostaria de ter. Afinal de contas com novos recursos abrem-se novas possibilidades então talvez comprar uma câmera com o recurso que você deseja pode ser um bom caminho.

Normalmente você vai levar cerca de 1 mês para tomar esta decisão então caso tenha muitas dúvidas pergunte para alguém mais experiente, ou procure a opinião em fóruns e blogs.

O importante não é escolher rápido, mas sim tentar fazer a melhor escolha possível dadas as limitações.Não esqueça que você sempre pode postar aqui nos comentários ou chamar la no Twitter, Instagram ou Facebook.

Categorias
Câmeras e lentes Equipamentos

Você realmente precisa comprar uma câmera nova?

Sim vai por mim, eu sei o quanto é bom chegar ao momento onde você decide trocar sua câmera, mas a idéia de que você realmente precisa comprar uma câmera nova é uma daquelas coisas pode ser confundida facilmente com o “desejo” de ter algo novo. Então no artigo desta semana vou falar um pouco sobre o que você precisa ter em mente para poder decidir se você realmente precisa comprar uma câmera nova. Talvez o equipamento que você tenha não seja uma Brastemp mas isso não significa que ele não esteja em plenas condições de fazer ótimos trabalhos ainda.

Você realmente precisa comprar uma câmera nova? Responda estas perguntas antes de gastar dinheiro

Você realmente precisa comprar uma câmera nova?

O momento onde você decide por a mão no bolso e comprar equipamentos novos sempre vai ter um sabor dúbio. Por um lado você está excitado com o que pode conseguir e o que vai poder fazer com esta nova aquisição. Mas do outro lado sempre existe o “fantasmas da escolha”. Onde você se pergunta o tempo todo se está fazendo a escolha certa e investindo seu rico dinheirinho no lugar certo. Para te ajudar a sair deste dilema que muitas vezes leva meses para resolver vamos ver alguns pontos importantes. Mesmo que você venha da escola dos smartphones, ou se você está trocando uma plataforma (Nikon por Canon ou Sony ou vice e versa) por outra, responder estas perguntas vai te ajudar.

Você já tem uma câmera?

Não importa qual tipo de câmera você tenha, smartphone, câmera compacta, câmera mais antiga, não importa. Se você respondeu sim para esta pergunta talvez você não precise realmente comprar um câmera nova. Até que outras questões sejam levantadas não temos material suficiente para chegar a uma solução.

Você usa sua câmera regularmente?

Você tem uma câmera e você não a usa regularmente, porque então você gostaria de comprar outra câmera? Muitas vezes apenas pelo desejo da posse, sim isto existe, outras vezes para poder se arriscar em novas águas, talvez. Mas em suma se você não usa você não precisa e ponto final, bora parar de ser consumista.

Você realmente precisa comprar uma câmera nova?

Agora se você usa sua câmera, independe de qual ela seja com uma certa regularidade você definitivamente já tem uma ideia do que esperar. E assim você pode decidir investir uma grana na comprar de uma câmera nova, mas não antes sem de responder outras questões.

O que há de errado com a câmera que você tem?

Você chegou até aqui, legal. Agora é hora de responder se tem algo de errado com seu equipamento. Não carece dizer que coisas como defeito, pifou, não liga mais são problemas que requerem que você compre uma câmera nova, logo este não é o papo.

Quando você se pergunta o que existem de errado com sua câmera hoje, você está procurando coisas que ela não pode te entregar, que ela não pode fazer. Talvez sua câmera não entregue a qualidade que você espera. Ou quem sabe ela não dispõe de recursos que você gostaria de ter ou até precisa. Isto já pode ser um bela justificativa para que você se convença de que comprar uma câmera nova é a solução.

Por outro lado você pode apenas estar superestimando a sua qualidade e colocando a culpa na câmera que você tem. Fazer uma autocrítica aqui é a grande chave, pois não adianta querer tem uma Ferrari se não sabe dirigir. Se for este o caso não compre uma câmera nova, use a sua câmera para aprender mais e colocar em prática mais técnicas e desenvolver melhor sua fotografia. Assim quando você realmente tiver uma melhor noção das coisas sua grana vai ser melhor investida.

O que a câmera nova trará para o jogo?

Cara você realmente quer comprar uma câmera nova né? Afinal chegou até aqui. Tudo bem eu entendo. Então vamos lá, se perguntar o que a câmera nova trará para o jogo é uma ótima pergunta, afinal ela tem que fazer mais e/ou melhor do que a câmera que você já tem. Aí chegamos em coisas como, se a câmera nova tem um sensor maior e com isto mais capacidade de fotografar em situações com pouca luz. Ou a câmera nova é capaz de fazer mais quadros por segundo do que minha câmera antiga. Tudo isto tem que ser colocado no papel.

Você realmente precisa comprar uma câmera nova?

Assim você tem uma bom guia do que será novidade para você e o que será apenas mais do mesmo. Com isto em mente se pergunte se você realmente precisa destes novos recursos. Caso a resposta seja positiva vai lá e comprar a câmera. Agora se nada disto faz diferença na sua vida prática guarde o dinheiro e continue com o equipo que você tem.

A grama do vizinho parece mais bonita?

Muitas vezes caímos em algumas armadilhas bobas. Como esta de que a grama do vizinho sempre é mais  bonita. Isto no mundo das câmeras significa a famosa colocação que alguns fotógrafos colocam;

“Canon é melhor que Nikon”

“Nikon é melhor que Canon”

“Sony tem as melhores câmeras do mundo”

Na boa tudo isto ai é balela e ponto. Melhor por que? Melhor pra que ? Melhor pra quem? Estas são as questões que as pessoas que ouvem as balelas deveriam fazer. Normalmente a gente se apega bastante aos equipamentos que tem e por conta disso “acredita” que ele realmente seja o melhor, e o mundo não é assim.

O problema nisto é quando alguém compra sua ideia e começa a gastar o dinheiro que não tem apenas para comprar uma grama que pode não ser tão verde assim. Então antes de gastar tubos dinheiro se pergunte se a grama do vizinho resolve seus problemas, só assim ela vai ser útil para você.

Se você decidir por mudar de marca não esqueça de pesquisar outras coisas e se fazer mais perguntas.

Posso usar lentes da Canon em câmeras Nikon?

Esta acima é só um exemplo de pergunta que você terá que responder antes de trocar de plataforma. O que diabos você vai fazer com as lentes que você já tem assim que trocar de câmera?. Talvez você tenha que vender todo seu arsenal e comprar tudo novo e no processo perder alguns reais.

Hoje temos muitas opções de adaptação de lentes, onde é possível usar lentes da marca A em câmeras da marca B. Então saber se existe algo deste tipo para câmera que você quer comprar é algo de extrema importância para que você não seja pego com as calças arriadas sem saber o que fazer com um monte de lentes que já tem.

O mesmo vale para flashes e outros equipamentos de iluminação que nem sempre funcionam de forma universal. Tá vendo o tamanho do problema que uma simples troca de câmera pode trazer.

Existe suporte ou assistência no meu país?

Ah…o Brasil. Infelizmente o Brasil não é o mercado mais amigável do mundo por um monte de motivos e para um monte de empresas. E por conta disto algumas marcas não tem suporte oficial aqui, o que ocorre em alguns outros países também. Então você deve se perguntar se a marca que você quer comprar tem alguma espécie de suporte aqui no país, pois se não tiver, com quem você vai reclamar a garantia?

A Nikon por exemplo deixou o território nacional a algum tempo, então comprar alguma coisa da marca só é possível através do mercado de usados, algum importador autônomo ou dos famosos importadores da china, pois importação oficial não existe mais. Aqui fica claro que sua câmera der problema você pode ter que esperar meses até que o problema seja resolvido, pois vai ter que esperar as peças virem da gringa. Ou até mesmo não tem nenhum tipo de suporte oficial, pois nem sempre você vai achar o que precisa em locais terceirizados para fazer o serviço.

Outras marcas como a Panasonic são grandes aqui, mais em outros segmentos que não são as câmeras, o mesmo vale para Fuji e Sony. No mercado brasileiro o cuidado com este segmento de produtos não é tão grande quanto em outros países (USA por exemplo).

Comprar ou não eis a questão.

Acredito que se você esgotou todas as possibilidades com sua câmera atual você deve investir sim em um equipamentos melhor. Mas preste atenção quando digo esgotar todas as possibilidades, pois dentre eles temos o fator humano. Você tem que esgotar também tudo o que consegue fazer com esta câmera e ter noção que que uma câmera melhor trará benefícios para sua carreira.

Talvez apenas investir em lente melhor seja uma solução, talvez investir em iluminação, tudo faz parte de um pacote enorme. E você quem vai ter que decidir.


E aí você realmente precisa comprar uma câmera nova? Ou você apenas quer? Deixe aqui nos comentários. Não esqueça de deixar qual equipamento você quer comprar e porque.!

Categorias
Câmeras e lentes Dicas de fotografia

8 razões para você comprar uma lente 50 mm agora

No artigo de hoje vou listar pelo menos 8 razões para você comprar uma lente 50mm. E posso dizer que existem mais razões que apenas 8.

Se você é novato na fotografia, provavelmente está confuso sobre todos esses tipos de lentes. Você viu nomes como grande angular, telefoto, teleobjetiva, zoom, prime e muitos outros termos. Mas sempre tem alguém que te diz que você tem que comprar uma 50mm, ou cinquentinha, como chamamos carinhosamente. E sim existe um grande porque para você investir primeiro em uma lente destas.

Acredito que hoje em dia esta seja a lente mais usadas por aí, ganhando inclusive das 35 mm, por vários motivos. Por exemplo, os fotógrafos de retratos costumam usar essa lente tal qual os fotógrafos de rua.

No artigo de hoje vou dar pelo menos 8 razões para você comprar uma lente 50mm agora, e adicionar a seu equipamento uma das lentes mais versáteis que você vai ter. Também vou falar de algumas das melhores lentes 50 mm que seu dinheiro pode comprar. Pegue sua xícara de chá e vamos em frente!

8 razões para você comprar uma lente 50mm agora

8 razões para você comprar uma lente 50 mm agora

Ela é uma das lentes mais versáteis que existe

Eu sei que já falei isso, mas vamos apenas elaborar. Por que uma lente de 50mm é uma das melhores que você pode comprar?

Pegando como exemplo uma lente telefoto, que tem o campo de visão muito mais estreito, porém tem um fator de ampliação razoável. Será possível fotografar uma série de coisas diferente, como alguns animais selvagens ou pássaros ao longe.

Ou se pregarmos uma grande angular, que terá a capacidade de colocar em seu quadro praticamente tudo que você está enxergando a sua frente, pois conta de seu ângulo de visão muito mais largo.

No meio do caminho temos a 50mm com seu campo de visão nem muito estreito e definitivamente não muito amplo. Com os recursos que uma lente de 50mm oferece, você pode capturar praticamente qualquer tipo de foto com grande chance de sucesso.

A distância focal de 50mm simplesmente faz maravilhas, pois é uma das mais próxima do campo de visão de um olho humano.

Logo você está representando quase que exatamente o que seu olhos vêem. Dito isto, se você gosta de tirar fotos em suas férias ou quando visita outros países, uma lente de 50mm é tudo que você precisa levar para fazer ótimas fotos.

A lente 50mm é muito barata

Não é legal pagar menos e levar mais? Nem sempre você precisa comprar uma lente que custe mais que sua câmera, e olha que isto não é nada difícil, nem sempre a qualidade da lente está ligada com seu custo.

A maior parte dos fabricantes produzem suas lentes de 50mm, e quase todas elas tem um preço muito bom em relação ao que elas podem entregar. Normalmente elas são a primeira lente que alguém compra depois de ter usado a lente do kit, normalmente uma lente 18- 55mm, principalmente por conta do preço.

8 razões para você comprar uma lente 50 mm agora

As lentes 50 mm na sua maioria não são indestrutíveis, então é bom tomar cuidado com elas. Mas oferecem recursos que muitas lente mais caras podem não oferecer, como por exemplo a abertura F /1.8, quase que padrão em todas as lentes 50 mm.

Custando entre R$ 400,00 a R$ 900,00 dependendo da marca, as lentes 50mm estão com certeza na lista de desejos de qualquer fotógrafo, principalmente os iniciantes. E com este preço, que são baixos no mundo da fotografia, você levará para casa um lente capaz de te entregar um portfólio incrível por um preço baixo.

Está aqui talvez seja a melhor das razões para você comprar uma lente 50mm agora.

Ela é leve e compacta

Comparar o tamanho das lentes de 50mm com a maioria das lentes por ai é quase injusto, pois ela é realmente leve e compacta, na maioria das vezes. E comparar o tamanho delas com algumas teleobjetiva bestiais é sim uma grande injustiça!

Algumas lentes 50 mm são tão compactas que podem caber em seu bolso sem problema algum. Se você não tiver a necessidade de carregar uma lente 70-200 f / 2.8 e quiser dar um descanso aos seus bíceps, ter uma lente de 50mm é uma boa receita para a felicidade.

Por ser pequena e leve, você consegue estabilizar melhor suas fotos, enquanto que com uma lentes grandes, você precisará de um bom tripé para estabilizar a foto. Pra quem gosta de praticidade esta lente é o que você precisa.

Ela é ótima para retratos

Se sairmos perguntando aos fotógrafos por ai por indicações para uma boa lente para retratos boa parte deles irá te indicar uma 50 mm.  Ela é uma das grandes preferências na hora de fazer retratos por inúmeros motivos, e um deles é que ela é ótima para integrar o assunto ao restante da imagem.

Uma lente 50 mm pode incluir detalhes do fundo da foto em seus retratos deixando eles mais atraentes e com contexto melhor. Além disso, uma lente de 50 mm com f / 1.8 ainda terá uma abertura grande o suficiente, de modo que seu objeto permaneça no foco, mesmo que o fundo esteja desfocado.

Ela não distorce rostos

Nem sempre a gente quer que nossa foto nos deem uma noção de perspectiva mais deslocada e não natural, aí entra novamente a cinquentinha. A lente 50mm é a lente ideal para tirar retratos e não distorcer os rostos dos assuntos que estão sendo fotografados.

Outras lentes que tem o mesmo efeito que a 50mm são é a 35mm e a 85 mm, porém elas não são tão versáteis e nem tão baratas quando a 50 mm.

Se você quiser tirar fotos naturais e torná-las o mais realista possível, uma lente de 50 mm é incomparável.

Ela é ótima para condições de pouca luz 

Outra vantagem da lente de 50mm, além de sua profundidade de campo, é a capacidade de fotografar à noite ou em situações com pouca luz. Este é um problema de muitas lentes, mesmo lentes mais caras, e é onde as cinquentinhas costumam brilhar.

Enquanto muitas lentes telefoto vêm com uma abertura de f / 2.2 ou f / 2.8, a grande maioria das lentes de 50mm vem com uma abertura fixa ou variável entre f / 1.4 a f / 1.8. O que é mais que o suficiente para deixar entrar uma grande quantidade de luz, dando a você uma ótima chance de fazer fotos noturna. Se você não estiver familiarizado com as configurações de abertura, basta dar uma olhada na parte sobre abertura neste artigo aqui.

Relacionado: LIGHT PAINTING, COMO TIRAR FOTOS INCRÍVEIS

Ela pode fazer fotos macro

Apesar de não ser uma de suas funções naturais a 50 mm pode fazer ótimas fotos macro. Claro que isto não é a especialidade dela, e você terá que ter um pouco de coragem para usar ela como uma lente macro. Aqui está o pequeno truque, pegue sua lente de 50 mm e não a coloque na câmera.

Em vez disso, vire-a e segure-a na frente da montagem da sua câmera, sim “coloque” a lente de forma invertida. Mesmo que você não a encaixe na câmera ainda será possível fotografar, de forma totalmente manual, não é muito confortável mas é bem eficaz.

Para fazer o foco você terá que se aproximar ou se distanciar do que estiver fotografando, e claro que será bom ter boa iluminação. Usando esta técnica você pode ter o gostinho do que é fazer fotografia macro e de repente acrescentar mais um nicho da fotografia a sua coleção.

Relacionado: FOTOS MACRO COM CELULAR OU TABLET

Ela fará de você um fotógrafo melhor

Uma lente 50 mm fará de você um fotógrafo melhor pois ela te obrigará a se adaptar às  situações. Você não terá um zoom óptico como nas lentes telefoto, e certamente não vai ver tudo a seu redor como em um wide-angle. 

Isto fará com que você pense mais na hora de compor sua foto, por conta das “limitações” de sua lente.  Em situações como esta, você aprenderá não apenas a usar as vantagens, mas também a falta de recursos de seu equipamento a favor de sua fotografia.

Top 5: Lentes de 50mm para 2019

Essas lentes não foram escolhidas com base no preço, mas no desempenho. Estas são as melhores lentes de 50mm que você pode encontrar no momento.

Veredicto

Apesar de todas as suas vantagens a lente 50 mm está longe de ser a lente perfeita. Claro que enquanto fotógrafo amador ou para muito iniciantes ele será a melhor aquisição que eles podem fazer.

Para a maioria dos fotógrafos, uma lente de 50mm vai trazer um poder de fogo sério para a mesa. Sua versatilidade e relação preço x desempenho são simplesmente imbatíveis e, além disso, você obtém resultados fantásticos em condições de baixa luminosidade.

A lente 50mm Canon por exemplo é uma ótima pedida para quem fotografa com câmeras Canon, pois tem uma qualidade incrível quando comparamos o preço da lente, que é bem em conta.

Já para quem usa Nikon a 50mm f1.8 G, é a melhor opção no momento, baixo busto boa qualidade de imagem e uma ótima capacidade em pouca luz.

Algumas marcas produzem lentes macro com a distância focal de 50mm, o que é um ótimo negócio para quem está começando a fazer fotos macro.

Quase nenhuma lente na faixa de preços de uma cinquentinha tem tantas vantagens. E se você ainda não comprou uma é porque você não leu direito as razões para você comprar uma lente 50mm agora.

Ainda ta em duvida? Deem uma olhada nesta comparação de lentes 50mm, vídeo em inglês.

Categorias
Câmeras e lentes Equipamentos

As melhores câmeras mirrorless de 2018

É indiscutível que elas vieram para ficar, mesmo que você mais purista achem que não é bem assim. As câmeras mirrorless ganham cada vez mais espaço nas prateleiras das lojas e planos dos fabricantes. E é claro que em 2018 também temos uma lista com as melhores câmeras mirrorless de 2018. Temos desde câmeras baratinhas para iniciantes até coisas mais caras destinadas para o público profissional. 

Claro que se você precisa apenas de uma câmara funcional e não precisa estar antenado com todas as novidades no mercado uma boa DSLR pode ser solução para você, veja aqui as melhores DSLR de 2018. Mas é claro que quem não se atualiza neste mercado de revoluções tão pode ficar para trás, então talvez a migração para uma câmera mirrorless seja apenas questão de tempo pra você. Segue a lista aqui que você vai estar bem servido em qualquer situação. 

E como nem todos os equipamentos aqui listados são encontrados no Brasil alguns links são para sites em inglês.

As melhores câmeras mirrorless de 2018

Nikon Z6

Definitivamente uma grande surpresa para o mercado, a Nikon lançando câmeras mirrorless de qualidade, e por falta de 1 lançou logo 2  a Nikon Z6 e Nikon Z7.

Não é apenas o lançamento de uma nova câmera para Nikon mas sim o lançamento de um sistema completamente novo, mas mesmo assim compatível com o que já existe de lentes no mercado. Com o lançamento destas duas câmeras a Nikon traz para o mercado a sua nova flange, região de encaixe das lentes.

E com isto abre de vez a competição entre as câmeras Full frame mirrorless que até então era mercado dominado pela Sony.

  • Nikon Z6
  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: Full frame CMOS
  • Megapixels: 24,5 MP
  • Monitor: EVF, 3.690k pontos, 100% de cobertura
  • Velocidade de disparo contínuo: 12fps
  • Visor: EVF | Resolução máxima de vídeo: 4K UHD a 30p
  • Lançamento: Setembro / 2018

A Nikon Z6 é uma ótima opção para quem já é dono de uma coleção de lentes da mesma marca. Isso porque você pode usar suas lentes Nikon na nova flange da marca usando um adaptador. Esta câmera tem uma qualidade de imagem excelente, mesmo em ISO mais alto.

Grava vídeos, full frame, em 4K, ou seja, ela realmente usa todo o tamanho do sensor na hora de fazer videos. Tem um bom buffer para as horas de disparo contínuo, não tem uma bateria das maiores, cerca de 310 fotos por carga.

Coisas como estabilização de imagem no sensor estão presente e são novidades para quem usa Nikon. Apesar de ter menos megapixels que a Z7 a Z6 é muito mais versátil e custa ⅓ do preço de sua irmã mais “rica”.

Pra quem é a Z6?

Esta é a grande pergunta. Acredito que todos que estão começando na fotografia e tiverem esta câmera a disposição não vão se arrepender.

Ao mesmo tempo se você já é usuário de câmeras Nikon você vai se sentir totalmente em casa usando uma Z6. Independente do nível que  você encontra hoje tanto a Z6 quanto a Z7 são ótimas opções. São câmeras 5 estrelas e vão dar muito o que falar ainda e definitivamente estão dentre as melhores câmeras mirrorless de 2018

Pra dar uma chance a esta menina você pode comprar ela neste link aqui.

Fujifilm X-T3

Um dos lançamentos mais esperados por muita gente, eu na panela também, a Fujifilm Xt-3 chega ao mercado e passa de ano direto. Digo passa de ano direto por que tem que procurar muito pra achar os defeitos desta moça, e pra muita gente ele não vão chegar a ser defeitos tão grandes assim.

  • Fujifilm X-T3
  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: APS-C
  • Megapixels: 26.1MP
  • Monitor: EVF, 3.690k pontos, 100% de cobertura
  • Velocidade de disparo contínuo: 11 fps
  • Visor: EVF
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Setembro / 2018

Com um belo sensor de 26,1 Mp a XT-3 tem tudo para ser a queridinha de quem gosta de fotografia de rua. Pois tem ótima resolução e qualidade de imagem e com toda o estilo das cores da Fuji fica difícil não se apaixonar por esta câmara.

A qualidade de gravação de vídeos também é um conto a parte, principalmente para uma câmera deste valor. Ela é capaz de gravar vídeos em 4K com 60 FPS, coisa que poucas fazem. Temos também um ótimo autofoco com cobertura de 100% do sensor.

A única coisa que me deixa um pouco triste é não ver nesta câmera a estabilização de 5 eixos no sensor, mas por este preço não dá pra pedir milagre.

Pra quem é a Fujifilm Xt-3?

Esta câmera é pra qualquer pessoa seria em trabalho fotográficos que não dependa de um sensor Full Frame.  Quem já é da escola da Xt-2 por exemplo vai ficar extremamente feliz em fazer o upgrade usando este link aqui.

Nikon Z7

A câmera que ninguém espera que a Nikon lança-se tão rápido chegou, e chegou junto com a Z6  que falamos acima. A Nikon Z7 praticamente dispensa comentários, afinal ela é uma Z6 bombada. Mas com uma missão diferente.

A missão da Z7 é fazer frente para a Sony A7RIII, que é o monstro dos megapixels da Sony. Porém esta frente só para nas especificações pois os preços são bem diferentes. A Nikon Z7 é uma ótima câmera, mas pelo preço ela deveria entregar um pouco mais do que a estabilização de 5 eixos no sensor e os 493 pontos de autofoco.

Nikon Z7

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: Full frame CMOS
  • Megapixels: 45.7MP
  • Monitor:EVF, 3.690k pontos, 100% de cobertura
  • Velocidade de disparo contínuo: 9 fps
  • Visor: EVF
  • Resolução máxima de vídeo: 4K UHD a 30 fps
  • Lançamento: Setembro / 2018

Pra quem é a Nikon Z7?

Um pouco mais específica que sua irmã menos, a Nikon Z6, a Z7 é pra quem tem grana sobrando. Embora seja uma ótima câmera, com todos as coisas boas da Z6 e um pouco mais, o preço elevado pode ser um problema para a maioria, fora isso, quem tiver a felicidade de ser dono de uma belezinha dessas não terá problema em fotos e vídeos.

Pra ver quanto ela custa só clicar aqui.

Canon EOS R

Parece até brincadeira né, basta a Nikon lançar um ótima câmera, a Z6, para Canon ir lá e continuar com a briga lançando outra ótima câmera a EOS R. Com um sistema de autofoco de dar inveja em muita gente, a EOS R é o que podemos chamar de 5D MKIV mirrorless. Tem um sensor de 30,3 Mp que produz ótimas imagens.

Conta com grande capacidade de customização de menus, pois existem várias opções que podem ser destinadas a botões de função diferentes. Ela só peca em um ou dois quesitos. A gravação de vídeos em 4k é cropada, não usa o sensor por completo. E não tem estabilização de imagem no corpo.

Canon EOS R

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: Full frame CMOS
  • Megapixels: 30,3 MP
  • Monitor: EVF, 3.69m pontos, 100% de cobertura
  • Velocidade de disparo contínuo: 8 fps
  • Visor: EVF
  • Resolução máxima de vídeo: 4K UHD a 29.97 fps
  • Lançamento: Setembro / 2018

Pra quem é a Canon EOS R?

Deixando de lado pequenos deslizes no projeto, 4k cropado e falta do IBIS, a Canon EOS R ainda postula dentre as melhores câmeras mirrorless de 2018 pois traz um novo fôlego a uma das líderes do mercado fotográfico.

Contando com a compatibilidade de lentes via adaptadores, e com o grande sistema de autofoco Dual Pixel AF, a EOS R é uma ótima pedida para qualquer um que quer uma ótima câmera. Se você já usa Canon vale a pena o upgrade, se você não usa saiba que você tem um grande opção neste câmera aqui.

Sony Alpha A7 III

Com certeza a  Sony Alpha A7III foi um dos lançamentos mais comemorados do ano no mundo dos amantes de câmeras mirrorless.

Ela foi um lançamento quase perfeito, até o meio do ano pelo menos, no que se referia a câmeras mirrorless. Ela conta um ótimo sistema de autofoco funciona perfeitamente para fotos, e nem tanto para vídeos. Conta com gravação de vídeos em 4k em até 30 fps e de 1080p em até 120 fps.

Ela não ganha a batalha dos megapixels deste ano, mas com certeza é um ótimo equipamento, principalmente pela evolução da marca neste segmento nos últimos 4 anos.

Sony Alpha A7 III

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: Exmor R CMOS
  • Megapixels: 24,2 MP
  • Monitor:tipo XGA OLED, 2.359.296 pontos
  • Velocidade de disparo contínuo: 10 fps
  • Visor: 3 em tela sensível ao toque, 921.600 pontos
  • Resolução máxima de vídeo: 4K UHD a 30 / 24fps
  • Lançamentos: Fevereiro / 2018

Pela qualidade que a Sony A7 III entrega e pelo preço que ela custa é quase certo que ela divida o primeiro lugar dentre as melhores câmeras mirrorless de 2018 com a Nikon Z6.

Para ver quanto custa a Sony A7III basta clicar aqui.

Panasonic Lumix G9

Está aqui poderia ser a grande câmera de 2018 se não fossem alguns detalhes.

A Lumix G9 impressiona qualquer um que gosta de fotografia de vida selvagem, ou fotografia de esportes, pois ela faz muito bem este trabalho. Os detalhes que fazem ele um peixe fora d’água são o sensor MFT e o preço.

Mesmo não sendo a câmera mais cara da lista, nem de longe, o preço dela é um problema pois a concorrência é muito grande nesta faixa de preço quando não colocamos na conta o fator “velocidade de disparo”. Gostaria muito de estar errado, mas é um fato.

Panasonic Lumix G9

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: Sensor Micro Four Thirds
  • Megapixels: 20.3MP
  • Monitor: EVF, 3.68m pontos e ampliação de 1.66x
  • Velocidade de disparo contínuo: 60fps
  • Visor: Ecrã LCD da placa superior iluminado
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Janeiro / 2018

Se você quiser dar uma chance a esta velocista aqui basta clicar aqui, o preço é bem menor do que você imagina.

Sony A6000

Lançada a mais de 3 anos a Sony A6000 pode parecer hoje “brinquedo de criança”, mas não se engane ela ainda tem muito sangue pra dar. O custo desta moça com a lente do kit apresenta uma ótima situação para a entrada no mundo da fotografia ou no mundo das câmeras mirrorless.

Ela com com um bom números de fotos em disparo contínuos e pelo preço um ótimo sistema de autofoco.

Sony A6000

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: APS-C
  • Megapixels: 24.3MP
  • Montagem da lente:Sony E
  • Monitor: inclinação de 3 polegadas, 921.600 pontos
  • Velocidade de disparo contínuo: 11 fps
  • Visor: Eletrônico
  • Resolução máxima de vídeo:1080p
  • Lançamento: Fevereiro / 2014

Ela não conta com as mais novas funcionalidades, como tela sensível ao toque, WI FI ou NFC, mas mesmo assim ainda é uma ótima opção para quem quer fazer ótimas fotos. Se você está procurando uma câmera reserva que vai segurar a onda e não vai quebrar seu banco clica aqui e fique feliz.

Olympus OM-D E-M10 Mark III

Apesar de não apresentar tantas mudanças em relação a suas antecessoras a Olympus OM-D E-M10 Mark III é uma ótima opção para quem quer uma câmera que faz tudo certinho.

Talvez a única ressalva sobre esta câmera seja seu sensor de 16,1 que parece pois quando comparamos com os concorrentes mais próximos. O ponto alto e onde as Olympus se destacam está na estabilização de imagem no sensor, que funciona magicamente bem.

Olympus OM-D E-M10 Mark III

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: Micro four thirds
  • Megapixels: 16.1MP
  • Montagem de Lente: Micro Quatro Terços
  • Tela: tela sensível ao toque inclinável de 3 polegadas, 1.037.000 pontos
  • Visor: Eletrônico
  • Velocidade máxima de burst: 8.6fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Setembro / 2017

Mesmo eu não sendo um grande fã do sistema MFT tenho que dar o braço a torcer e concordar que é possível usar praticamente qualquer lente com uma câmera assim.

E talvez aí este o diferencial para você querer comprar uma Olympus OM-D E-M10 Mark III

Fujifilm X-T20

Sou fã do design meio retrô que a Fuji resolveu usar em seus produtos, mesmo que isto signifique comprometer um pouco a ergonomia. Quanto a qualidade de imagem não existe muito a dizer sobre a Fuji, pois sempre é algo muito bem e praticamente já esperado quando se compra algo da marca.

Com uma quantidade de imagens em disparo contínuo, capacidade de gravar vídeos em 4k, tela sensível ao toque e inclinável, a X-T20 não é apenas opção para quem gosta de fotografia de rua.

Fujifilm X-T20

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: APS-C
  • Megapixels: 24.3MP
  • Montagem da lente: Fuji X
  • Tela: tela sensível ao toque inclinável de 3 polegadas, 1.040.000 pontos
  • Visor: Eletrônico
  • Velocidade de disparo contínuo: 8 fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Janeiro / 2017

Preço, qualidade de imagem, design e grande opções em lentes prime fazem com a Fujifilm X-T20 postule em as melhores câmeras mirrorless de 2018. Clique aqui e veja mais.

Fujifilm X-H1

Talvez aqui more a melhor câmera da Fujifilm, pelo meno no seguimento mirrorless. Juntando tudo que deu certo na X-T2 e trazendo melhorias pedidas pelo público a X-H1 é um prato cheio pra quem quer um ótimo equipamento.

Elas não é apenas um ótima câmera para quem quer tirar fotos, mas também para quem quer gravar vídeos, pois a grande primeira investida da marca em desbancar a GH-5 da Panasonic.

Junte o sensor de imagem X-TRANS III de 24.3 Mp com estabilização de imagem no corpo, um processador de imagem rápido, X-Processor Pro, e um sistema de autofoco confiável a X-H1 é uma grande opção de compra.

Fujifilm X-H1

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: APS-C
  • Megapixels: 24.3MP
  • Montagem da lente: Fuji X
  • Tela: Sensível ao toque com vari-ângulo de 3 polegadas, 1.040.000 pontos
  • Visor:Eletrônico
  • Velocidade de disparo contínuo: 8 fps (até 14 fps)
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Fevereiro / 2018

Para muitos ela irá parecer grande para uma câmera mirrorless, pra outros muito cara para uma câmera com sensor APS-C, mas o fato é que a X-H1 foi uma das novidades mais bem recebidas em 2018. Compre a sua aqui.

Sony A9

Considerada por muitos a melhor câmera da Sony, a A9 vem para “cobrir” um buraco que o não precisava ser coberto.

A Sony A9 é muitos gostam de chamar de câmera profissional, uma câmera destinada a fotografia de esporte e vida selvagem, que você pode se embrenhar no mato despreocupado pois a câmera vai continuar funcionando. E sim ela realmente faz tudo isto, é rápida em disparos contínuos, tem um sistema de autofoco impressionante, um sensor de imagem na medida certa.

Sony A9

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 24,2 MP
  • Montagem da lente: Sony E
  • Tela: tela sensível ao toque inclinável de 3 polegadas, 1.440.000 pontos
  • Visor: Eletrônico
  • Velocidade máxima de disparos: 20 fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Abril / 2017

Mais qual é a pegadinha então?

A primeira é o preço, não é dos mais amigáveis. A segunda é que marca tem poucas opções de lentes destinadas para o seguimento da câmera, esportes e vida selvagem. Colocado isto de lado a Sony A9 é um primor de equipamento qualquer fotógrafo ficaria feliz em ter uma destas a disposição.

Fujifilm GFX 50S

Estar na vanguarda das coisas não é para qualquer um, e não acontece sempre, e é exatamente o que a Fujifilm tem tentado fazer com o lançamento da GFX 50S que é uma câmera com sensor de formato médio.

Junto com a Hasselblad X1D, a GFX 50S deu início a uma nova geração de câmeras mirrorless que tornam o sistema de formato médio muito mais prático, por conta do tamanho. A GFX-50s é uma câmera especialista em retratos com alta resolução, por conta do tamanho do sensor e sua resolução. Qualidade de imagem aqui não é um problema, e para os mais abastados talvez valha o investimento.

Fujifilm GFX 50S

  • Tipo: mirrorless
  • Sensor: formato médio
  • Megapixels: 51.4MP
  • Montagem da lente: G Mount
  • Tela: táctil e inclinável de 3,2 polegadas, 2,360,000 pontos
  • Visor: Eletrônico
  • Velocidade máxima de rajada: 3 fps
  • Resolução máxima de vídeo: Full HD
  • Lançamento: Fevereiro / 2017

A GFX-50s abre as portas de um novo mundo para as câmeras mirrorless e isto talvez seja seu principal diferencial hoje, não é equipamento para qualquer um. Com custo elevado, pelo menos para maioria a GFX-50s talvez seja sua melhor opção para entrar no mundo das câmeras de formato médio.

Quem aqui usa mirrorless? Tem algo que deixe faltar coloca aqui nos comentários.

Categorias
Câmeras e lentes

As melhores câmeras DSLR de 2018

Pelo jeito já tem virado tradição, todo ano posto um artigos sobre as câmeras que foram lançadas, elegendo as melhores opção de compra, então este ano não será diferente pois vamos ver as melhores câmeras DSLR de 2018.

Se você não acompanha o blog a tanto tempo assim dá uma olhada aqui oh:

As melhores câmeras MIRRORLESS de 2017

As melhores câmeras DSLR Full Frame de 2017

MELHORES CÂMERAS DSLR 2016

10 melhores câmeras mirrorless de 2016

E também quero dizer que algumas marcas não estarão disponíveis no Brasil de forma oficial, como é o caso na Nikon, então alguns links aqui vão te levar para sites em inglês. Então mãos à obra!

As melhores câmeras DSLR de 2018

Nikon D850

Em qualquer lista de comparação de câmeras DSLR a Nikon D850  tem que estar presente, é muito difícil imaginar um cenário onde ela não aparece, e possivelmente será no topo da lista.

Ela combina o que há de melhor, fotos e vídeos com grande qualidade. Uma vasta plataforma já concretizada, afinal a Nikon está aí a tempos. É sim uma câmera grande e que compromete um certo investimento, só recomendo esta câmera para quem realmente está comprometido com a fotografia.

Mais uma vez com ela estiver em suas mãos posso dizer que você vai passar vontade, não é a toa que uma das escolhas de grandes profissionais por.

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 45.7MP
  • Montagem de lentes: Nikon FX
  • Tela: 3.2 polegadas touch e articulada com 2,359,000 pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade de disparo máxima: 7fps
  • Resolução máxima de vídeo 4K
  • Lançamento: Julho / 2017

Esportes, casamentos, paisagens, retratos, nada disso é problema para a Nikon D850, ela faz tudo isso com extrema facilidade. Videos também não são problemas, o que começa a ser uma novidade no universo Nikon, e para coisas mais estacionadas a D850 é uma ótima opção.

Se tiver interessado em comprar uma câmera dessas considere usar este link, assim você ajuda o blog,

Canon EOS 5D Mark IV

Desempenho profissional, tamanho agradável, tela sensível ao toque fixa são algumas das características que você vai achar na Canon EOS 5D Mark IV.

Definitivamente é uma das melhores câmeras da Canon, quando o assunto é equilíbrio. Pois ela tem uma ótima resolução sem comprometer muito a velocidade. Tem um design mais recente que a 5DS e 5DR, que veremos jajá, e uma de suas principais características é a captura de vídeos em 4K com sensor de auto foco Dual Pixel.

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 30.4MP
  • Montagem de lente:Canon EF
  • Tela: 3.2 em tela sensível ao toque, 1.620.000 pontos
  • Visor:Pentaprisma | Velocidade máxima de disparo: 7fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Agosto / 2016

Pra quem já está na plataforma Canon e pretende fazer um upgrade de equipamento, definitivamente a 5D MK IV é uma ótima opção. Ela é com certeza o sonho de muitos fotógrafos por aí. Se este for seu sonho de consumo use este link aqui e compre hoje! Não deixe seus sonhos pra depois!

Nikon D750

Tão bem construída quanto a D850 mas sem destruir a conta bancária de ninguém.

A Nikon D750 já está na estrada a algum tempo e mesmo assim ainda é um ótima opção dentro das melhores câmeras DSLR de 2018, mesmo não tendo sido lançada este ano. Acredito que hoje é D750 é a melhor opção de entrada para quem está procurando uma cameras Full frame na plataforma Nikon.

Este posto era da antiga D610, ótima câmera por sinal, mas um pouco mais antiga e limitada que a D750. Ela também pode ser uma ótima câmera reserva para quem tem um D850, pois pode fazer quase tudo que a sua irmã mais cara faz, não na mesma velocidade!

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 24.3MP
  • Montagem da lente:Nikon FX
  • Tela: tela inclinada 3.2in, 1.229.000 pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade máxima de burst: 6.5fps
  • Resolução máxima de vídeo: 1080p (Full HD)
  • Lançamento: Setembro / 2014

Se você está prestes a entrar na onda das Full frame ou se quer uma segunda câmera, que aguente o tranco, a D750 é talvez a melhor opção se você quer usar Nikon.

Canon EOS 6D Mark II

Esta aqui foi uma das câmeras mais esperas da Canon, afinal a 6D foi um grande sucesso.

A versão mais nova conta com alguns updates como na resolução em MP que agora subiu para 26.2 contra os 20,2MP da versão anterior. O sistema de autofoco também sofreu grandes alterações como o aumento de 11 pontos de autofoco para 45 pontos.

E a melhor notícia aqui é a presença do sensor de autofoco com Dual Pixel, famoso pela velocidade de aquisição de foco. A taxa de disparos contínuos não é muito alta mas boa o suficiente para a maioria das ocasiões.

Talvez onde este moça fique devendo, visto que ela é relativamente recente, seja a falta de um grande recurso, ela não grava 4K.

Porém outros recursos como NFC e Bluetooth estão presentes.

Acredito que o fato de ter visor articulado, um ótimo autofoco, ser uma câmera Full frame e ter todo o background Canon por trás das cores em seus vídeos fazem desta câmara uma ótima pedida para quem vai fazer Vlogs.

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 26,2 MP
  • Montagem de lente:Canon EF
  • Tela: tela sensível ao toque de 3.2in vari-ângulo, 1.040.000 pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade máxima de burst: 6.5fps
  • Resolução máxima de vídeo: 1080p (Full HD)
  • Lançamento: Julho/2017

Se você quer começar uma nova carreira e virar um vlogueiro(a) clica aqui e pega uma canon 6d MK II que você vai estar bem servido.

Canon EOS-1D X Mark II

Se por algum motivo hoje tivesse que migrar para Canon eu provavelmente iria arrumar um jeito de comprar uma 1DX MKII.

Parruda não só por fora mais também por dentro a 1 DX MKII é o que chamo de pau para todo obra. Ela é uma câmera destinada para o público profissional, por conta de suas funções e preço. Talvez o único incômodo com relação a Canon 1DX MK II seja seu tamanho, ela é uma câmera DSLR Full frame com grip embutido, não é pra qualquer mão.  

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 20,2 MP
  • Montagem de lente:Canon EF
  • Tela: 3.2 em tela sensível ao toque, 1.620.000 pontos
  • Visor:Pentaprisma
  • Velocidade máxima de disparos: 14 / 16fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Fevereiro / 2016

Ela é um tanque de guerra disto você pode ter certeza, qualquer tipo de clima que você colocar essa câmera ela vai trabalhar.

Ela sacrifica a resolução em pró de sua velocidade, são apenas 20,2MP porém são até 16 tiros seguidos, ótimo para esporte radicais e fotos de vida animal. A gravação de vídeos em 4K é muito boa, mas neste quesito a cereja do bolo fica por conta dos 120PS, frames por segundo, quando se está gravando em 1080p.

Quem quiser uma moças destas vai ter de pôr a mão no bolso, veja o preço aqui.

Nikon D7500

Não tem dinheiro para comprar uma D500? Tudo bem compre uma D7500, conhecida como baby D500.

A Nikon D7500 reúne quase todos os pontos fortes da D500, substituído alguns pontos chave no caminho. Ela não conta com o mesmo sensor de autofoco da D500 e também não tem o corpo em liga de magnésio.

Ao invés disto temos um sistema de autofoco mais antigo, mas ainda funcional, e um corpo em composto de fibra de carbono. O corpo é menor e mais leve que o da D500 o que vai agradar muita gente querendo uma câmera DSLR.

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: APS-C
  • Megapixels: 20.9MP
  • Montagem da lente: Nikon DX
  • Tela: Tela sensível ao toque de 3,2 polegadas, 922.000 pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade máxima de disparos: 8fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K Tem os melhores bits da D500
  • Lançamento: Abril / 2017

Se você procura uma câmera séria mas sem comprometer muito de sua grana e não se importa em abrir não se um sensor Full frame, da Nikon as suas escolhas são D7500 ou D500.

Canon EOS 5DS / 5DS R

Você quer detalhes e resolução em suas fotos, então você precisa de mais megapixels. Ai que entra a Canon EOS 5DS com seus 50,6MP, quase um absurdo, e é a melhor câmera da Canon neste quesito. Com esta contagem de megapixel alta ela se torna objeto desejado por fanáticos em detalhes nas fotos, e a conversa para por aqui.

Ela não tem um desempenho muito bom em vídeos, ele é aceitável, sua faixa dinâmica estrita e a grande quantidade de ruído em ajustes ISO mais altos tornam ela mais direcionada  fotografia do que vídeos.

  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 50,6MP
  • Montagem de lente:Canon EF
  • Tela: 3.2in, 1.040.000 pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade máxima de disparos : 5 fps
  • Resolução máxima de vídeo: 1080p (Full HD)
  • Lançamento: Fevereiro / 2015

Baseada na EOS 5D Mark III, altamente popular, mas agora substituída, a Canon EOS 5DS é uma boa pedida pra quem quer tirar ótimas fotos e não se preocupa com espaço em disco.

Para adquirir uma belezinha destas clique aqui!

Canon EOS 7D Mark II

Semelhante à série EOS 5D em design e construção robusta em liga de magnésio, a Canon EOS 7D Mark II  é uma DSLR APS-C de alto gabarito.

Não é de forma alguma a câmera mais top do mercado, na verdade já está um pouco atrás de seu tempo. Porém com seus 10 disparos por segundo e com sistema de autofoco bem confiável ela ainda entra nesse páreo aqui.

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: APS-C
  • Megapixels: 20,2 MP
  • Montagem da lente: Canon EF-S
  • Tela: 3 em 1, 1.040.000 pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade máxima de disparos : 10 fps
  • Resolução máxima de vídeo: 1080p (Full HD)
  • Lançamento:  Setembro / 2014

Com uma construção robusta, bom manuseio e qualidade de imagem profissional a  7D MKII ainda conta com conexão WIFI e tela touchscreen. A Canon 7D MKII mesmo não sendo a melhor maçã da lavoura ainda é uma ótima opção e pode ser encontrada aqui.

Nikon D500

Definitivamente uma das melhores câmeras na Nikon e também uma das melhores opções de câmera APS-c no mercado.

A D500 é uma câmera extremamente confiável e funcional, construção sólida, ótima taxa de disparos por segundo e um buffer de dar inveja.

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: APS-C
  • Megapixels: 20.9MP
  • Montagem da lente:Nikon DX
  • Tela: 3.2in touchscreen inclinável, 2.359.000 pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade máxima de disparos : 10 fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento: Janeiro / 2016

Ela rivaliza diretamente com a Canon 7D MKII e se não fosse o tamanho do sensor rivalizaria também com Nikon D5. Se o assunto for esporte e vida selvagem vale a pena dar uma bela olhada na D500, veja mais sobre ela aqui.

A relação custo x benefício desta belezinha é de dar inveja em qualquer fabricante de câmeras. Ver preço aqui.

Canon EOS 80D

Polivalência talvez seja um bom termo para definir a 80D. Relativamente compacta e leve, com tela articula a 80D faz muito bem tudo que se propõe.

Enquanto a 7D MKII é uma das velocistas da turma a 80D é da turma dos faz-tudo. Tem uma quantidade de megapixels, tem boa velocidade de disparos tem um ótimo sistema de autofoco, o Dual Pixel AF.

Talvez a tristeza aqui seja a falta de vídeos em 4K, fora isto faz muito bem o que se propõe a fazer.

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: APS-C
  • Megapixels: 24,2 MP
  • Montagem da lente: Canon EF-S
  • Tela: tela sensível ao toque de 3 polegadas, 1.040.000 pontos
  • Visor:Pentaprisma
  • Velocidade máxima de disparos : 7fps
  • Resolução máxima de vídeo: 1080p (Full HD)
  • Lançamento: Fevereiro / 2016

Rápida, leve, tela articulada sem bluetooth, ms com NFC e WIFI, ótima qualidade de imagem. Tudo isto por um preço justo o que mais você quer?

Nikon D5

Top de linha, a Nikon D5 não pode ser caracterizada de outra forma. É uma câmera impressionante. Rápida no gatilho D5 é destinada e quem precisa de velocidade, ela faz até 14 quadros por segundo, e tem um sistema de focagem muito confiável. 

Assim como a 1DX MKII que falamos antes a Nikon D5 vem com grip vertical já embutido, então é fácil tirar fotos tanto em retrato como em paisagem. Duas coisa apenas para falar do lado negativo desta câmera, preço e poucos megapixels.

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 20.8MP
  • Montagem da lente: Nikon FX
  • Tela: 3.2 em tela sensível ao toque, 2.359.000 pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade máxima de disparos : 12 / 14 fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Lançamento:Janeiro / 2016

Pra ser generoso com você mesmo e meter a mão na carteira é só clicar aqui.

Pentax K-1 Mark II

Nem só de Nikon e Canon viverá o homem. É isso que que a Pentax quis dizer quando lançou a K-1 MKII.

Esta câmera é um bom exemplo do que as câmeras DSLR poderiam ser se a Nikon e Canon resolvem investir em inovações. Ela conta com tecnologias que estão presentes hoje apenas em câmeras mirrorless. A melhor inovação aqui é a estabilização de imagem usando a movimentação do sensor. O sensor da K-1 MK II tem estabilização de 5 eixos o que abre várias portas no mundo das DSLR

  • Tipo: DSLR
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 36MP
  • Montagem da lente:Pentax K
  • Tela: 3 em três vias de inclinação, 1.037k pontos
  • Visor: Pentaprisma
  • Velocidade máxima de disparos: 4.4 / 6.4fps
  • Resolução máxima de vídeo: 1080p (Full HD)
  • Lançamento: Fevereiro / 2018

Construção robusta, estabilização de imagem de 5 eixos e uma ótima quantidade de megapixels, é basicamente o que posso falar sobre a k-1 MKII

De resto ela é uma câmera medíocre e que não se coloca no nível da ocorrência, infelizmente, visto que o autofoco e quantidade de disparos não chega nem perto das câmeras mais atuais.

Sony Alpha A99 Mark II

Quando uma SLR não é uma SLR? Simple, quando ela é uma SLT.

Piadas à parte a Sony Alpha A99 Mark II ainda é uma SLR, porém ela não tem espelho móvel. O espelho fixo desta câmera é translúcido tornando possível a atingir o sensor de imagem e também o de autofoco sem que ele se mova, daí o SLT, ou single lens translucid.

  • Tipo: SLT
  • Sensor: Full frame
  • Megapixels: 42.4MP
  • Montagem da lente: Sony A
  • Tela: 3 em inclinação, 1.228.800 pontos
  • Visor: OLED
  • Velocidade máxima de disparos : 8 / 12fps
  • Resolução máxima de vídeo: 4K
  • Estabilização de imagem de 5 eixos
  • Lançamento: Setembro / 2016

A Sony Alpha A99 Mark II é uma câmera de respeito quando falamos de suas configurações. Tem uma quantidade de megapixels de dar inveja, bom número de disparos, faz vídeos em 4k e tem sensor com estabilização de 5 eixos.

Em suma ela tem tudo para que seu nome esteja cravado na mente dos mais fanáticos por equipamentos. Só não está por conta das câmeras mirrorless. O ponto onde ela decepciona um pouco é com relação ao autofoco para assuntos em movimento, fora isto tudo dentro da normalidade. Veja mais aqui.

Conclusão

Mesmo em um ano fraco de lançamento de câmeras DSLR ainda temos ótimas opções para compra câmeras deste tipo. Mesmo que o mercado cada vez mais inflado com câmeras mirrorless praticamente te obriga a fazer a migração de sistema, cabe a você definir quando e se é hora de mudar.

Existe muito mais em jogo em mudar se plataforma do que você imagina, não são apenas lente. Seja como uma primeira câmera ou upgrade de equipamento que já usa as câmeras aqui listadas ainda dão um belo caldo.

E aí o que vocês tem usado? Deixem aqui nos comentários.

Categorias
Câmeras e lentes

Nikon deixa o mercado brasileiro – Um dia triste

Hoje é um dia bem triste para mim porque hoje é o dia em que a Nikon deixa o mercado brasileiro, e sim isto é uma notícia triste não só para os Nikonzeiros mas para todo a comunidade fotográfica.

Eu venho de uma lista de câmera que já passaram pelas minhas mãos e posso dizer que só tive câmeras da Nikon até hoje.

Não sei o porque este amor aconteceu, tem muita coisa envolvida.

O conforto da câmera, a qualidade de imagem, as cores produzidas, etc.. tudo isto entra na conta da hora de escolher uma câmera pra mim, e é claro que a Nikon sempre passou neste teste.

Nikon deixa o mercado brasileiro – Um dia triste

Com o passar dos anos fui ficando cada vez mais cômodo com o sistema das câmeras, o que dava e o que não dava pra ser feito, visto a intimidade que tinha com a marca!

Porém nem tudo são rosas, sempre foram equipamentos mais caros que a concorrência é sempre a oferta era mais difícil, mas sempre estive disposto a pagar o preço.

Agora nem isso posso fazer pois a Nikon deixa o mercado brasileiro e com isto alguns órfãos como eu, e talvez você que esteja lendo este post.

E justo agora em meio a novidades e notícias bem otimista acerca do futuro da marca, nós aqui das terras tupiniquins vamos ter que passar em branco.

Sim estou falando da linha mirrorless da Nikon a série Z, com os lançamentos Z6 e Z7, que só chegaram aqui via contrabando ou importação absurdamente cara.

Nikon Z7 e Z6

Fico muito triste de entrar no site de uma marca que gosto tanto e me deparar com um anúncio tão seco e até mal explicado como este aqui.

Muita gente pode dizer que isto já era tragédia anunciada, outras pessoas podem chamar de “jogo” de marketing, eu chamo de dia triste e ponto.

O mais triste desta história é que em alguns momento do ano passado eles já tinham anunciado algo parecido, mas alguns serviços ainda funcionavam.

Nem isso temos hoje, então se você precisar entrar em contato com uma assistência autorizada da Nikon aqui no Brasil vai se preparando.

Como fica?

Agora sempre que eu quiser comprar uma lente nova, ou uma câmera nova terei que importar de fora do país?

Lembrando que a resposta para este pergunta é sim, já que a Nikon deixa o mercado brasileiro hoje.

E com isto teremos nós Nikonzeiros que pagar o preço, pelo menos 60% de taxa de importação garantidos em cima do preço do equipamento mais frete.

Ou seja, quase impossível para a maioria.

Coisas legais como o serviço NPS da Nikon acredito que também deixam de funcionar, o que é uma grande pena para muitos profissionais por aí.

Até onde eu sei produtos que ainda estiverem na garantia e precisarem de algum tipo manutenção serão atendidos pela marca através de seu site.

Já produtos que estiver fora da garantia serão atendidos pela marca direto no Estados Unidos, o que é um tremendo desconforto se a gente for pensar em como funciona a nossa empresa de correio.

Com a tal “otimização de estruturas de Pesquisa e Desenvolvimento, Vendas e Fabricação em uma reestruturação em escala global”, que é o que a marca tem como motivo para a saída do mercado brasileiro só temos uma certeza, uma hora sua Nikon vai te deixar na mão se for brasileiro.

Talvez a minha maior tristeza aqui é ver uma ótima marca deixar terras brasileiras, principalmente neste momento econômico que estamos vivendo e parece não passar nunca.

Hoje temos algumas opções no mercado brasileiro que até podem suprir a necessidade de alguns fotógrafos, como a Fujifilm, a Canon e a Sony.

E sim são todas ótimas marcas e com escritórios e assistência técnica aqui no Brasil.

Então é isso, não adianta chorar pelo leite derramado como já dizia minha mãe, agora é juntar o que tem e fazer um ótimo trabalho, até tudo parar de funcionar.

Ou simplesmente troca de plataforma, arrumar um jeito de vender tudo que tens da Nikon e investir em outra marca.

independente de qual seja a sua escolha, ficar e “morrer” ou mudar o importante é:

A câmera nunca fez e nem nunca fará uma boa foto, isto é trabalho do fotógrafo.

Se você também acha triste a saída da Nikon do Brasil deixe seu comentário aqui embaixo e vamos chorar as pitangas juntos!

Categorias
Análise Câmeras e lentes

Fujifilm XH1

Apesar de ainda estar de boca aberta com a Sony A7III tenho que confessar que a as mirrorless da Fujifilm tem sido parte dos meu sonhos de consumo atuais e a Fujifilm XH1 não é exceção.

Ele tomou completamente o lugar da XT-2 aqui no meu pensamento e definitivamente eu sei explicar por que.

Fujifilm XH1

A Fujifilm XH1 é o mais novo lançamento da marca e posso dizer que também é uma das câmeras mais esperadas do mercado.

É a grande tentativa da Fuji de entrar na competição de câmeras mirrorless destinadas não apenas para fotos mais também para vídeos, como a GH5 da Panasonic.

Ela rompe a barreira de equipamento para entusiastas na minha opinião e vai direto para o âmbito profissional da fotografia.

A Fujifilm XH1 é uma câmera foi lançada em Fevereiro de 2018 e conta com o famoso sensor APS-C X Trans III de 24 megapixels, que consegue provir imagens únicas.

Relativamente pequena mas sem deixar de lado coisa importantes como o corpo selado e resistente a interpretes a Fujifilm XH1é pau pra toda obra.

Fujifilm XH1

O melhor detalhe sobre a Fujifilm XH1 é que agora a Fuji conta com um modelo de câmera que tem estatização de imagem dentro do corpo, igual as câmeras top de linha da concorrência.

Os controles deste modelo são bem diferentes do que um usuário de câmeras digitais esta acostumado, ela com uma cara bem mais retro.

Mas isto não é nada que uns 10 minutos usando a câmera não faça você se acostumar, alias pra mim um dos grandes motivos de querer a XT2 e agora a Fujifilm XH1 é este visual mais reto!

Fujifilm XH1

A Fujifilm XH1 conta com uma tela de LCD no topo da câmera onde aparecem sua informações de exposição, recurso errado da GFX.

Com uma pegada bem similar a uma DSLR de pequeno porte você pode levar esta belezinha para qualquer lugar sem tem que se preocupar com o peso.

Umas das minhas tristezas com este modelo é tela, não me levem a mal mas eu espera mais.

Ela conta apenas com um tela inclinável, e eu adoraria ver uma tela toda articulada, podem se mover para qualquer direção igual a da nova M50 da Canon.

Isso é algo que todos os fabricantes deveriam adorar em seus modelos, eu até abro mão de recurso touchscreen, presentes na Fujifilm XH1, para ter uma tela articulada.

A qualidade da imagem da tela é outro papo, parece ótima, e o recurso de toque que permite reposicionar o foco enquanto filma é algo que me agrada!

Fujifilm XH1

O visor eletrônico é algo muito bem vindo, é um visor de OLED com aplicação de 0.75x e bem responsivo.

Como é de se esperar também temos conectividade sem fio nesta menina, como Wifi e Bluetooth e e também é possível para-la com seu celular para pegar a localização GPS das fotos.

Esta câmera foi desenvolvida para ser um ótimo híbrido foto / filme, e no quesito filme ela não deixa a desejar.

Podendo filmar em 4k, Cinema 4k e 1080p o único problema são as limitações de tempo de filmagem.

Quando trabalho em 1080p ela faz até 15 minutos de vídeo com 120 fps, ótimos para fazer slow motion.

Também com um perfil de cor novo o Eterna, que tem uma cara de filme de cinema já, e claro que esta presente um perfil para vídeos que serão corridos na pos, o perfil F-log 8 bits, que pode ser gravado direto no cartão Sd.

Fujifilm XH1

Assim no XT2 a quantidade de disparos quando fotografando é de 8 quadros por segundo com o obturados mecânico.

Já com o obturador eletrônico o numero sobre para 14 disparos por se segundo.

Se você quiser aumentar não só a velocidade de disparo, mas também o tempo de gravação de seus filmes a Fujifilm XH1 conta com o grip de bateria que permite isto.

Fujifilm XH1

Com a extensão das baterias você pode fotografar em até 14 quadros por segundo e filmar clips de até 30 minutos.

Por se tratar de tratar de uma câmera deste porte ela não tão cara, abaixo dos US$ 2000,00 sem o grip de bateria.

Quero ver quando, e se, ela vai chegar aqui em terras brasileiras. E é claro que adoraria testar esta moça na mão viu Fujifilm Brasil.

O que acham da Fujifilm XH1? Parece valer a pena?

Categorias
Análise Câmeras e lentes

Sony Alpha A7 Mark III

Depois da grande novidade que a Sony nos trouxe, a A9, achei difícil que logo eles trariam algo que me chamasse a atenção, pois é eles fizeram isto de novo com a Sony Alpha A7 Mark III.

Sony Alpha A7 Mark III

A Sony Alpha A7 Mark III é o mais novo modelo de nível  de camera mirrorless da marca, e é considerada a Full frame de entrada da Sony.

Com sensor de 24 megapixel, estabilização embutida no corpo disparo continuo de 10 fps e capacidade de filmar em 4k, esta belezinha é matadora!

Anunciada em fevereiro de 2018 a Sony Alpha A7 Mark III manteve a resolução da sua irmã anterior, mais trouxe um pacote cheiro de novidades muito bem vindas nesta nova versão.

Sony Alpha A7 Mark III

Novo sistema de autofoco, o mesmo da Sony A9, talvez seja a grande cereja do bolo na Sony Alpha A7 Mark III, contando com maior cobertura e melhor densidade.

A velocidade so autofoco também é a algo a ser comentado aqui, é impressionante, contando com detecção de rosto e olhos que funcionam mais que perfeitamente para qualquer situação.

Coisas como conectividade e melhor sensibilidade ISO completam o pacote de upgrades feitos na Sony Alpha A7 Mark III que já esta sendo batizada pelos usuários de Baby A9.

O sensor de 24 megapixels full frame da A7 III agora é do tipo BIS (back illuminated sensor) o que ajuda na sensibilidade ISO e também no aumento da faixa dinâmica.

Ele é estabilizado no próprio corpo, 5 eixos de estatização, e isto mais ajudar em muito a tirar fotos e filmes mais nítidos, sem aqueles tremesinhas chatas.

Usando a mesma matriz de detecção de fase da A9 a Sony Alpha A7 Mk III só perde em velocidade de dispara para sua irmã ultra veloz que pode fazer até 20 FPS.

Seus 693 ponto de focagem são mais que o suficiente para qualquer tipo de cenário, e conta com 425 pontos de detecção de contraste, então tirar fotos foca de foco é praticamente coisa do passado.

Sony Alpha A7 Mark III

Tanto no disparo mecânico ou eletrônico você vai poder fazer até 10 imagens pro segundo, não tao rápido quanto a A9 mas já é melhor que a maioria das cameras do mercado.

O buffer suporta até 177 imagens em JPEG e também pode capturar imagens em RAW com 14 bits, papo serio para uma camera de entrada.

Sony Alpha A7 Mark III

Conectividade e controles são coisas que não faltam nas Sony Alpha A7 Mark III, além de um layout bem melhorado em relação a A7II a A7 III ganhou algumas melhorias.

Destaquem ficam por conta da inclusão do joystick, botão AF-ON e entradas USB-C e USB-mini.

Além de contar com saída HDMI e fone de ouvido também conta com porta PC-Sync e entrada para microfones.

Se você pensa em pegar uma camera desta para filmar você também não vai passar fome, pois ela dá conta do recado.

Podendo filmar em 4k vom o sensor full frame ou em Super 35, com 30 ou 24 fps respetivamente, ela é capaz de tirar suas ideias do papel.

O destaque fica por conta dos 120 quadros por segundo quando esta trabalhos 1080. Assim como em outros modelos da marca estão disponíveis também o S-log 2 e 3 de fabrica.

Tudo isto pode ser colocado agora em 2 cartão SD, coisa que todas as cameras deveriam ter na minha opinião.

Se você acha isto pouco realmente não sei que camera você ta procurando! Até mesmo uma das cotas que sempre reclamam da Sony, a falta de lentes top de linha, vem sendo resolvida pela marca numa velocidade muito maior que a dos concorrentes.

E mesmo que você seja usaria de cameras Canon você pode manter suas lentes, pois com o adaptador da Sigma lentes Canon funcionam perfeitamente na Sony Alpha A7 Mark III. 

Por se tratar do que a marca considera modelo de entrada, pelo menos no quesito full frame, posso dizer que estou impressionado.

E com a velocidade do mercado, falando da Sony e de outras marcas, vamos ver logo logo marcar consagradas se coçando mais ainda para se manter atuais.

E ai quem já pegou uma Sony na mão?  O que acham? Quem vai mudar para SonyI? Deixem ai nos comentários.