Categorias
Photography Tips

Photographic composition // definitive guide

Today we are going to talk about photographic composition and I will also show photography composition techniques. It will be a long article so fasten your seat belts.

It may seem cliché, but one of the most valuable rules in photography photography is that there are no rules, however, there are a number of guidelines for photographic composition that when properly applied will definitely increase the impact of your photographs.

I know you noticed the title of the post, and when I talk about “The definitive guide”, I don’t want to be presumptuous and say that I know everything you need to know about photographic composition.

What I want to show you is with the items that are here in this post, you will spend a lifetime photographing and you will not spend all the options.

What we will see in this article

  • Rule of thirds
  • Formal balance in photography
  • Informal photo balance
  • Golden ratio and the Fibonacci spiral
  • Colors used in photographic composition
  • Photographic composition and patterns
  • Guiding lines
  • Frames or framing
  • Photographic composition and depth of field

Photographic composition // The definitive Guide.

When we talk about photographic composition, everyone starts by thinking about rules to be followed literally, and if that is not the case, there is no way to take good pictures.

The so-called composition techniques won’t make your photos look better if you have no idea what it’s like to take a beautiful portrait. But if you know what you’re doing, they will serve to fulfill their role, direct your viewer’s gaze to the point of interest in the photo, the most important point. This point is the photographer who chooses.

What is photographic composition

Photographic composition is a way of organizing what is appearing in your frame. You will always be responsible for 100% of what appears in your frame. We can use as part of the photography composition the point of view, the lines, the colors, the balance of these factors, the highlight of the main subject, as well as the disposition of the secondary subjects.

And to make life easier in terms of how to frame a photo, there are some techniques that help not only photographers but also painters, drawings and a number of other artists.

The first and perhaps one of the simplest techniques for composing photography is the Rule of Thirds.

Photographic composition. Bearded Lyzard by Rix Mascarenhas on 500px.com
Rule of third in action!

Photographic composition techniques: Rule of thirds

This is one of the photographic composition techniques that can be beaten, but it works. The rule says that the image is more pleasant when its element of interest is along imaginary lines that divide the image into thirds, horizontally and or vertically.

Photographic composiia

In fact, it is quite surprising that this seemingly mathematical rule can be applied to something as varied and subjective as photography.

Positioning the most important elements at the intersection of horizontal and vertical lines creates a good sense of balance for the viewer, without making the image visually very polluted.

This rule is not just a photographic composition rule, in fact it can be found in many places, photographs, videos and paintings are the main places where you will find this photographic composition rule.

Photographic composiia
The Percistence of Memory – Salvador Dali
Photographic composiia

In the picture above we can see how Salvador Dali applied the rule of thirds well in order to draw his attention to some points in the painting.

If you don’t care much about painting or painters, which will be strange for a photographer, you will also see this rule at work in movie scenes or TV series.

Photographic composiia

In the scene above we have a classic scene from the movie Seven – 7 capital crimes where we can see again the power of the rule of thirds.

But not everything is so easy the rule of thirds has its limitations there. Imagine the situation where there is no object in the image that you want to draw attention to.

Although rare, there are situations where you cannot use this rule.

Photographic composiia

However, the “spirit of the rule” can still be applied in order to give the photo a sense of balance, without making the object appear too static and immutable.

Photographic composition and Balance

Putting the main subject off center, as with the rule of thirds, creates a more interesting photo, but it can leave a void in the scene.

So it is quite common to place a counterpoint in order to create a more balanced image.

Photographic composiia
Imagem by Shannon Kokoska.

Here, the visual “weight” of the road sign is in relation to the building on the other side of the photo.

Formal balance in photography

There are basically two types of balance in photography. The first is formal balance, also called symmetric balance.

As the name suggests, it is when individuals one or more identical or similar are repeated symmetrically on each side of a given photographic plane.

Photographic composiia

Informal photographic balance.

The second type, the informal balance or called asymmetric balance, is when one or more different elements make up the balance and are on either side of the photo plane.

Informal balance is less obvious, because individuals are not uniform, but very effective when composing a beautiful photo.

A well-made image using informal balance is more attractive to the viewer compared to a symmetrically composed image.

Photographic composiia

Golden ratio and the Fibonacci spiral in the photographic composition

The golden ratio, or also called the Golden ratio, is a powerful tool for photographic composition. Not only photographic composition, for centuries we can find evidence of its use in paintings, architecture.

It is a principle of construction based on the ratio of 1 to 1.618. Hailed as “the perfect number”, the golden ratio can help in creating images so that they have a strong composition, which will attract the viewer’s eyes to your photograph.

Often the golden ratio is confused with the Fibonacci spiral, it is also not for even the two spirals are practically the same.

There are many interpretations of how we can use the golden ratio in photography. The most common interpretations in photographic compositions are the Phi Grid and the Fibonacci spiral.

Photographic composiia
Fibonacci spiral.

It is said that around the 12th century a mathematician named Leonardo Fibonacci conceived a series of numbers that could produce an aesthetically pleasing composition.

From this concept he created the well-known Fibonacci spiral. The Fibonacci spiral was created from a series of squares using Fibonacci numbers, with the length of each square being a Fibonacci number.

And in this way, applying the Fibonacci spiral, as a guide for the photographic composition, we can arrive at more harmonious and balanced results, according to Leonardo Fibonacci’s concept of aesthetics.

The most impressive thing about this is that it is really functional, just like the rule of thirds, and we can say that the golden ratio works well.

Photographic composiia
Fibonacci Spiral

There are many ruThere are many rumors that famous works of art such as the Mona Lisa, the Last Supper, and The Birth of Venus, among others, were composed with the aid of the golden ratio.

Regra do tercao
 The Phi grid

Another interpretation of the golden ratio is the Phi Grid, which can be called a simplified Fibonacci spiral.

The Phi grid can be very similar to the rule of thirds, but there is a very important difference.

Instead of dividing the frame into equal thirds of 1: 1: 1, the golden ratio is applied, to divide the space, the result is a grid of 1: 0.618: 1.

This results in a set of lines that are much more centralized when compared to the rule of thirds.

Exemplo da regra do tercao com foto de uma cidade com nuvens

There is no right or wrong version of the Golden Ratio, each of which will work best at any given time. The Phi degree for example is a great option for composing landscape photos.

With these 4 photographic composition techniques you can spend years photographing, and I guarantee you that your life as a photographer will be easier.

Colors used in photographic composition

Color is one of the most evident elements of photographic composition. Everyone knows that the intense colors make people more easily notice the point of interest of their images.

Have you ever wondered why there are so many sunflower pictures out there? The color for this is the colors. Color has some functions in photographs. First, color holds the viewer’s attention.

And one of the ways to pass on some sensation to the viewer of your images is also defined by color, here we call it the photo’s mood.

Color is so important in the photographic composition that many photographers try to use it in the entire length of their compositions, both to hold the viewer’s attention and to define the mood, mood, of the photo.

Colors as an eye-catching factor

Using color to hold your attention is often quite effective. Generally, what is needed is a saturated or intense color.

This type of color tends to attract the viewer’s attention and guide it towards the color area, where its main object of interest may be.

Vermelhos tomatoes, and um green tomato
Hold attention

Além disso, a cor tende a manter atencao do espectador In addition, color tends to keep the viewer’s attention for an extended period of time. When the viewer’s eyes want to leave that region and wander around, the color tends to bring attention back.

For the sun not sea
Johnson Zhan

The second way to use color to attract the viewer’s attention is to use a mixture of contrasting colors. An example of this approach would be an image with gradient colors, where there is a combination of red, orange and yellow.

Humor

Defining mood through the use of color tends to be a more subtle application of color than when color is used to capture the viewer’s attention. However, this does not mean that this device is less powerful.

Different colors cause different moods. Since there are an enormous number of colors, it is not possible to cover all colors and their impacts on the mood of viewers in an article like this.

So as I have written specific articles on colors and color temperature, it is worth reading them! After all, working with light is also a good way to manipulate the quality of your composition.

Photographic composition - Homen na praia jumping with as waves
Doc de Jun dacumos

Photographic composition and patterns

Patterns are widely used in photography, these can be graphic elements that repeat, colors, tones and shapes that align or repeat on the plane to be photographed.

Shapes are considered to be one of the most useful types of strong patterns in composing photographs. Then triangles, circles and squares that are repeated will always be your friends when composing a photo.

Photographic composiia
Photo by Paul Bica

In situations where repetitive patterns are expected, they can give your photo a sense of calm.

We can even digress here and say that because the viewer already expects what will happen, even in his subconscious, repetition brings a counterpoint to this chaotic world, and because of this we have a feeling of peace and comfort.

A different approach to avoid the monotony of repetition patterns is to purposely break the pattern.

Breaking the flow of the pattern disturbs your pace and can add more drama to a photo.

Such disturbance can be natural or can be manipulated by the photographer by introducing an element of a contrasting color, of a different shape or texture, etc.

Even removing one of the elements that make up the pattern can work well to break this rhythm.

Photographic composiia
Photo by Lali Masriera

Guiding lines or leading lines

Composition and good photography always go hand in hand. Anyone can (with practice) improve the skills and techniques to take a photo with good exposure.

But it will always be your talent and how you see the world that will define whether your photos stood out in the crowd.

When we talk about the technical part, everything can be taught more easily, but the business changes completely when it comes to photographic composition.

And as we have seen since the beginning of this article, these “rules” will help you to improve this artist side in order to help you compose better and more pleasant photos.

And our next photographic composition technique is one of the most important when it comes to creating strong compositions, and it’s called guidelines.

Photographic composition guidelines are used to direct the viewer’s gaze to the point of interest, just as when we use colors to direct the viewer’s gaze.

Photographic composiia
“Snowdonian sunset” by Philip Male

LiGuidelines are very strong elements in photography, especially when combined with other elements of composition, in order to make the point you want your viewer to look at much more obvious.

Photographic composiia
Photo by Alyona Arnautova

Using long and relatively complex lines helps a lot when directing the viewer’s eyes to the point you want them to look at.

Frames or framing as a composition technique

What do you do with that photo or photos that you like a lot? As they would say, you have “frame” right?

Well, why not frame it in a different way?

Photographic composiia
Framing

We can say that this type of framing, which we call framing, is one of the most efficient photographic composition techniques to draw the viewer’s attention to the point where you want him to look.

Photographs made with this type of composition will always have a very nice weight and help your image to gain evidence.

You can manage the frame to give context to your image as well as create a beautiful feeling of depth.

Photographic composiia
Using framing to give context to imagem

Another very interesting thing about this type of composition technique is to sharpen the viewer’s imagination, making his imagination try to unravel what is behind the frame that frames the photo.

Useo da tecnica de framing ou molda na fotografia
Sensation of depth.

Compose with depth

Another one of the photographic composition techniques that you can use and that has a very nice effect on your images is to use the depth of field. You will use this technique in order to isolate the object of interest, in focus or out of it.

As I already wrote a very nice article on the subject I suggest you read it now and complete this saga That said, I think there is only one thing left to do, put this into practice.

Go out, photograph, remember what you read here and put it into practice. Don’t forget that all rules can be broken and in the end what counts is beautiful work.

If you liked the article send it to a friend! And don’t forget to leave your comment.

Categorias
Dicas de fotografia

Composição fotográfica // O Guia definitivo

Hoje vamos falar sobre composição fotográfica e também mostrarei técnicas de composição de fotografia. Vai ser um artigo longo então apertem os cintos. 

Pode parecer clichê, mas uma das regras mais valiosas na fotografia fotografia é que não há regras, no entanto, há um número de orientações de composição fotográfica que quando bem aplicadas irão definitivamente aumentar o impacto de suas fotografias. 

Sei que você reparou no título do post, e quando eu falo em “O guia definitivo”, não quero ser presunçoso e dizer que eu sei tudo que se precisa saber sobre composição fotográfica. 

O que quero mostrar é com os itens que estão aqui neste post, você vai passar a vida inteira fotografando e não vai gastar todas as opções.

O que veremos neste artigo

  • O que é composição fotográfica 
  • Regra dos terços
  • Equilíbrio formal na fotografia
  • Equilíbrio fotográfico informal
  • Proporção áurea e a espiral de Fibonacci
  • Cores usadas na composição fotográfica 
  • Composição fotográfica e os padrões
  • Linhas guias
  • Molduras ou framing
  • Composição fotográfica e a profundidade

Composição fotográfica: O Guia definitivo.

Quando falamos em composição fotográfica todo mundo começa é pensar em regras a serem seguidas ao pé da letra, e se não for assim não existe maneira de tirar boas fotos,  bom na verdade não [é bem assim.

As tão faladas técnicas de composição não farão suas fotos ficarem melhores se você não tem ideia do que é tirar um belo retrato. Mas caso você saiba o que está fazendo, elas servirão para cumprir o papel delas, direcionar o olhar do teu espectador ao ponto de interesse da foto, o ponto mais importante. Ponto este que é o fotógrafo quem escolhe.

O que é composição fotográfica 

Composição fotográfica é uma forma de organizar o que está aparecendo em seu enquadramento ou frame. Você sempre será responsável por 100% do que aparece em seu enquadramento. Podemos usar como parte da composição fotografia o ponto de vista, as linhas, as cores, o equilíbrio destes fatores, o destaque do assunto principal, bem como a disposição dos assuntos secundários.

E para facilitar a vida em relação a como enquadrar uma foto existem algumas técnicas que ajudam não apenas fotógrafos mas também pintores, desenhas e uma série de outros artistas.

A primeira e talvez mais umas das mais simples técnicas de composição de fotografia é a Regra dos terços.

Composição fotográfica. Barbudo Lyzard by Rix Mascarenhas on 500px.com
Regra do terço em ação!

Técnicas de composição fotográfica: Regra dos terços

Esta é das técnicas de composição fotográfica que pode até ser meio batida, mas ela funciona. A regra diz que a imagem é mais agradável quando seu elemento de interesse estão ao longo de linhas imaginárias que dividem a imagem em terços, de forma horizontal e ou vertical.

Composição fotográfica

Na verdade, é bastante surpreendente que esta regra tão aparentemente matemática pode ser aplicada a algo tão variado e subjectivo como fotografia.

Posicionar os elementos de maior importância na intersecção das linhas horizontais e verticais cria um bom senso de equilíbrio ao espectador, sem fazer com que a imagem fique muito poluída visualmente.

Esta regra não é apenas uma regra de composição fotográfica, na verdade ela pode ser encontrada em muitos lugares, fotografias, vídeos e pinturas são os principais lugares onde você irá encontrar esta regra de composição fotográfica.

Composição fotográfica
The Percistence of Memory – Salvador Dali
Composição fotográfica

Na foto acima podemos ver como Salvador Dali aplicou bem a regra do terços de forma a chamar a sua atenção para alguns pontos na pintura.

Se você não se liga muito em pintura ou pintores, o que será estranho para um fotógrafo, você também verá esta regra em funcionamento em cenas de filme ou séries de tv.

Composição fotográfica

Na cena acima temos uma cena clássica do filme Seven – 7 crimes capitais onde podemos ver novamente o poder da regra do terços.

Mas nem tudo é tão fácil a regra do terços tem lá sua limitações. Imagine a situação onde na imagem não existe objeto para o qual você quer chamar a atenção.

Embora raro, existem situações onde você não poderá se valer da tal regra.

Composição fotográfica

No entanto, o “espírito da regra” pode ainda pode ser aplicado de forma a dar à foto um senso de equilíbrio, sem fazer o objeto parecer estático e imutável demais.

Composição fotográfica e o Equilíbrio (Balance)

Colocar o principal assunto fora do centro, como acontece com a regra dos terços, cria uma foto mais interessante, mas pode deixar um vazio na cena.

Então é bem comum colocarmos um contraponto de forma a criar uma imagem mais equilibrada.

Composição fotográfica
Imagem por Shannon Kokoska.

Aqui, o “peso” visual do sinal de estrada é em relação ao prédio do outro lado da foto.

Equilíbrio formal na fotografia

Existem basicamente dois tipos de equilíbrio na fotografia. O primeiro é o equilíbrio formal, também chamado de equilíbrio simétrico.

Como o nome sugere, é quando os indivíduos um ou mais idênticos ou similares se repetem de forma simétrica em cada lado de um determinado plano fotográfico.

Composição fotográfica

Equilíbrio fotográfico informal.

O segundo tipo, o equilíbrio informal ou chamado balanço assimétrico, é quando um ou mais elementos diferentes compõem o equilíbrio e estão de cada lado do plano da foto.

Equilíbrio informal é menos óbvio, porque os indivíduos não são uniformes, mas muito eficaz na hora de compor uma bela foto.

Uma imagem bem feita usando equilíbrio informal é mais atraente para o espectador em comparação com uma imagem composta de forma simétrica.

Composição fotográfica

Proporção áurea e a espiral de Fibonacci na composição fotográfica

A proporção áurea, ou também chamada de Golden ratio, é uma ferramenta poderosa para a composição fotográfica. Não apenas composição fotográfica, a séculos podemos encontrar indícios de sua utilização em pinturas, arquitetura.

É um princípio de construção com base na relação de 1 para 1,618. Aclamado como “o número perfeito”, a proporção áurea pode ajudar na criação de imagens para que elas tenham uma composição forte, que vai atrair os olhos do espectadores a sua fotografia.

Muitas vezes a proporção áurea é confundida com a espiral de Fibonacci, também não é para mesmo as duas espirais são praticamente iguais.

Há muitas interpretações de como podemos usar a proporção áurea em fotografia. As interpretações mais comuns em composições fotográficas são, a Grade de Phi e a espiral de Fibonacci.

Composição fotográfica
Espiral de Fibonacci.

Diz-se que por volta do século 12 um matemático chamado Leonardo Fibonacci concebeu uma série de números que podiam produzir uma composição esteticamente agradável.

A partir deste conceito ele criou a conhecida espiral de Fibonacci. A espiral de Fibonacci foi criada a partir de uma série de quadrados usando números de Fibonacci, com o comprimento de cada quadrado sendo um número de Fibonacci.

E desta forma, aplicando a espiral de Fibonacci, como guia para a composição fotográfica podemos chegar a resultados mais harmônicos e equilibrados, segundo o conceito de estica de Leonardo Fibonacci.

O mais impressionante sobre isto é que é realmente funcional, assim como a regra dos terços, e podemos dizer que a proporção áurea funciona bem.

Composição fotográfica
Espiral de Fibonacci

Existem muitos rumores de que obras de arte famosas como a Mona Lisa, a Última Ceia, e O Nascimento de Vênus, entre outros, tenham sido compostas com o auxílio da proporção áurea.

Regra do terço
A grade de Phi

Uma outra interpretação da proporção áurea é a Grade de Phi, que pode ser chamada de uma espiral de Fibonacci simplificada.

A grade do Phi pode ser muito parecida com a regra dos terços, mas tem uma diferença muito importante.

Em vez de dividir a moldura em terços iguais de 1: 1: 1, aplica-se a proporção áurea, para dividir o espaço, o resultado é uma grade de 1: 0,618: 1.

Isto resulta em um conjunto de linha que estão bem mais centralizadas se compararmos com a regra dos terços.

Exemplo da regra do terço com foto de uma cidade com nuvens

Não existe uma  versão certa ou errada do Golden Ratio, cada uma delas funcionará melhor em um determinado momento. A grado de Phi por exemplo é um ótima opção para composição de fotos de paisagem.

Com estas 4 técnicas de composição fotográfica você já pode passar anos fotografando, e garanto para você que sua vida como fotógrafo vai ser mais fácil. 

Cores usadas na composição fotográfica 

A cor é um dos elementos mais evidentes da composição fotográfica. Todo mundo sabe que as cores intensas fazer as pessoas notarem com mais facilidade o ponto de interesse de suas imagens.

Você já se perguntou por que existem tantas fotos de girassol por aí afora? A cor para tal são as cores.

A cor tem algumas funções em fotografias. Primeiro, cor prende a atenção do espectador.

E uma das formas de passar alguma sensação ao espectador de suas imagens também é defina pela cor, aqui chamamos de humor da foto.

A cor tem tamanha importância na composição fotográfica que muitos fotógrafos procuram usá-la em toda a extensão de sua composições, tanto para prender a atenção do espectador quanto para definir o clima, humor, da foto.

Cores como fator de prender a atenção

Utilizando cor para prender a atenção é muitas vezes bastante efetivo. Geralmente, o que é necessário é uma cor saturada ou intensa.

Este tipo de cor tende a atrair a atenção do espectador e orientá-la para a área de cor, onde pode estar o seu objeto de interesse principal.

Tomates vermelhos, e um tomate verde
Prenda a atenção

Além disso, a cor tende a manter a atenção do espectador por um período de tempo prolongado. Quando os olhos do espectador querem sair daquela região e vagar pela, a cor tende a trazer a atenção de volta.

Por do sol no mar
Johnson Zhan

A segunda maneira de usar a cor para atrair a atenção do espectador é a utilização de uma mistura de cores contrastantes. Um exemplo desta abordagem seria uma imagem com cores em degradê, onde há uma combinação de vermelho, laranja e amarela.

Humor

Definir o humor através do uso da cor tende a ser uma aplicação mais sutil de cor do que quando a cor é usada para capturar a atenção do espectador. No entanto, isso não significa que este artifício seja menos poderoso.

Cores diferentes provocam diferentes humores. Uma vez que há um número enorme de cores, não é possível cobrir todas as cores e seus impactos sobre o humor dos espectadores em um artigo como este.

Então como tenho escrito artigos específicos sobre cores e temperatura da cor vale a pena lê-los! Afinal trabalhar com a luz também é uma boa forma de manipular a qualidade sua composição.

Composição fotográfica - Homen na praia brincando com as ondas
Doc de Jun dacumos

Composição fotográfica e os padrões

Padrões são muito utilizados em fotografia, estes podem ser elementos gráficos que se repetem, cores, tons e formas que se alinham ou se repetem pelo plano a ser fotografado.

As formas são consideradas um dos tipo de padrões mais úteis fortes na composição de fotografias. Então triângulos, círculos e quadrados que se repetem sempre serão seus amigos na hora de compor um foto.

Composição fotográfica
Foto de Paul Bica

Em situações onde são esperados os padrões repetitivos podem dar uma sensação de calma a sua fotografia.

Podemos até divagar aqui e dizer que pelo fato do espectador já esperar o que  vai acontecer, mesmo que em seu subconsciente, a repetição traz um contraponto a este mundo caótico, e por conta disto temos a sensação de paz e conforto.

Uma abordagem diferente para evitar a monotonia dos padrões de repetição é propositadamente para quebrar o padrão.

Quebrando o fluxo do padrão você perturba o seu ritmo e pode adicionar mais drama a uma fotografia.

Tal perturbação pode ser natural ou pode ser manipulada pelo fotógrafo através da introdução de um elemento de uma cor contrastante, de uma forma ou de textura diferente, etc.

Mesmo remoção de um dos elementos que formam o padrão pode funcionar bem para quebrar este ritmo.

Composição fotográfica
Foto de Lali Masriera

Linhas guias

Composição e boa fotografia andam sempre de mãos dadas. Qualquer um pode (com a prática) aperfeiçoar as habilidades e técnicas para tirar uma foto com boa exposição.

Mas sempre será o seu talento e como você enxerga o mundo que irá definir se suas fotografias se destacaram em meio a multidão.

Quando falamos da parte técnica tudo pode ser ensinado com mais facilidade, mas o negocio muda completamente de figura quando falamos de composição fotográfica.

E como estamos vendo desde o começo deste artigo estas “regras’ irão te ajudar a melhorar este lado artista de forma a ajudar você a compor fotos melhores  e mais agradáveis.

E esta nossa próxima técnica de composição fotográfica é uma das mais importantes quando o negócio é criar composições fortes, e ela se chama linhas guias.

Linhas guias em composição fotográfica são usadas para direcionar o olhar do espectador ao ponto de interesse, assim como quando usamos cores para direcionar o olhar do espectador.

Composição fotográfica
“Snowdonian sunset” de Philip Male

Linhas guia são elementos muito fortes na fotografia principalmente se combinadas com outros elementos de composição, de forma a tornar muito mais óbvio o ponto para o qual você quer que seu espectador olhe.

Composição fotográfica
Foto de Alyona Arnautova

Usar linha longas e relativamente complexas ajudam bastante na hora de direcionar os olhos do espectador para o ponto que você quer que olhe.

Molduras ou framing como técnica de composição

O que você faz com aquela foto ou fotos que você gosta muito? Como diriam por aí você manda “enquadrar” né?

Pois bem, e por que não enquadrar de uma forma diferente?

Composição fotográfica
Framing

Podemos dizer que este tipo de enquadramento, que chamamos de framing ou moldura, é uma das técnicas de composição fotográficas mais eficientes para chamar a atenção do espectador para o ponto onde você quer que ele olhe.

Fotografias feitas com este tipo de composição sempre terão um peso muito bacana e ajudaram a sua imagem a ganhar evidência.

Você pode gerir o enquadramento de forma a dar contexto à sua imagem tal qual criar uma bela sensação de profundidade.

Composição fotográfica
Usando framing para dar contexto a imagem

Outra coisa bem interessante deste tipo de técnica de composição é aguçar a imaginação do espectador, fazendo com que a imaginação dele tente desvendar o que tem atrás do frame que emoldura a foto.

Utilização da tecnica de framing ou molda na fotografia
Sensação de profundidade.

Compor com profundidade

Mais um das técnicas de composição fotográfica que você pode usar e que tem efeito muito bacana sobre suas imagens é usar a profundidade de campo. Você vai usar esta técnica de forma a isolar o objeto de interesse, em foco ou fora dele.

Como já escrevi um artigo bem bacana sobre o assunto sugiro que leia ele e complete esta saga pela composição fotográfica.

Bom dito isto acho que só falta uma coisa a se fazer, colocar isto em prática.

Saiam, fotografem, lembre do que você leu aqui e coloque em prática.

Não se esqueça que todas as regras podem ser quebradas e no final o que vale é um trabalho bonito.

Se você gostou do artigo mande ele para uma amigo! E não esqueça de deixar seu comentário.

Categorias
Consejos de fotografía Tutoriales

Luz natural // Entender el color de la luz

La luz tiene diferentes propiedades, esto es un hecho, y para completar aún más el tema abordado en uno de los posts pasados, Luz Natural: Calidad de la luz, hoy vamos a hablar un poco sobre el color de la luz natural. Para que al entender esto seguramente te convertirás en un mejor fotógrafo. 

Comprender el color de la luz natural.

En este capítulo veremos:

  • Explore cómo el color puede afectar la respuesta emocional.
  • Comprender cómo cambia el color de la luz natural a lo largo del día.
  • Aprende a mezclar colores claros para crear profundidad.

Colores como visualelements construyendo una historia

Lo que percibimos como color no es más que la interpretación de nuestro cerebro de la luz reflejada en algún objeto o superficie, que se transmite al cerebro por los nervios ópticos.

Bajo el ámbito de la psicología del color, varios estudios han demostrado que los colores pueden afectar profundamente la forma en que experimentamos el mundo que nos rodea, desde el sabor de los alimentos que comemos, hasta cómo respondemos a los nuevos envases en los estantes de los supermercados.

Los colores afectan a cómo nos sentimos, y es precisamente por eso que la comprensión es el color es tan importante para usted como fotógrafo.

Hay muchas maneras de controlar o cambiar los colores de las imágenes, como editar, usar filtros o ajustar el balance de blancos.

Pero el tema de hoy es la luz natural, así que es por eso que vamos a profundizar en este tema y aprender cómo crear una respuesta más emocional mediante el uso del color correcto de la luz natural.

luz natural

Como “color” es un concepto amorfo en cierto modo, después de todo lo que vemos puede variar ligeramente en tono, no hay madera que defina precisamente tal tono, por lo que trabajamos con el concepto de temperatura de color.

Discutir la definición técnica de la temperatura del color será una pérdida de tiempo por dos razones:

  1. Vas a tener sueño.
  2. Y tal concepto no te hará disparar mejor

Lo más importante que debeaprender aquí sobre la temperatura del color es su patrón de medición, Kelvin grados, y ahora sólo tiene que averiguar lo que ese símbolo “K” significa en el ajuste de balance de blancos en su cámara.

A partir de ahí tenemos lo siguiente:

  • La temperatura de color por debajo de 4000K se considera cálida (colores en rojo y amarillo)
  • Las temperaturas superiores a 4000K se consideran colores fríos (azul)
luz natural

La planificación es necesaria

En el artículo anterior, Natural Light: The quality of light, aprendiste a olvidar el concepto de iluminación buena o mala, y pensar en términos como luz más apropiada o menos adecuada.

Y ahora, por supuesto, tenemos que continuar todo este asunto, y de la misma manera que en el último artículo, aquí está el más apropiado y el menos apropiado. Así que saber cómo cambia la luz natural durante el transcurso del día es su principal factor de planificación.

Luz azulada (11000K)

luz natural

Este tipo de luz natural se puede encontrar antes del amanecer y también después de que se establece.

Suele generar un efecto melancólico y misterioso, y aporta la sensación de frialdad.

Cuando salgas a fotografiar y estés en tales condiciones en un entorno urbano, intenta mezclar la luz natural azulada, desde el amanecer o el anochecer, con la luz artificial, naranja, de alumbrado público, esto creará una combinación de luces bien plátano y aportará más profundidad al marco.

Precaución: Debido al bajo nivel de luz durante esta hora del día, preste mucha atención a la velocidad del obturador para evitar imágenes borrosas.

Luz dorada o dorada (3500K)

Este depende un poco de su posicionamiento geográfico. Pero por lo general la luz natural con tal color se puede encontrar al amanecer y al atardecer.

Aquí el efecto emocional es bien conocido por los fotógrafos, que incluso apodaban este momento Hora Dorada o Hora Mágica. Está muy cerca de una pintura pastel con sus colores, tonos cálidos de rojo y amarillo.

Los retratos tomados durante esta hora parecen llenos de magia y muy acogedores.

luz natural

Los retratos pueden verse muy bien usando la luz natural del amanecer como la única fuente de iluminación.

Tenga en cuenta que para que la magia suceda es necesario estar presente, por lo que si planea disparar durante este período, planificar su horario, ya que tendrá que despertarse temprano, muy temprano.

Luz de mediodía (5000 a 6500K)

Este tipo de luz natural también depende de su ubicación geográfica, en la mayoría de los lugares es bastante común alrededor de 1 hora después del amanecer, así como 1 hora después de que se cae.

El efecto emocional es bastante neutro, aunque se considera un color frío, en términos de Degrees Kelvin.

Una buena cosa acerca de este tipo de luz natural es que va a ampliar los colores de los objetos y traer un nivel de contraste muy agradable a la foto.

luz natural

Día nublado (7000K)

Bueno, aquí es bastante simple definir cuándo. Cuando el día está nublado. Es un tipo de luz natural que genera un efecto emocional similar a la luz azulada pero con una sensación ligeramente más triste.

Debido a que es una luz ligeramente más fuerte, que la luz azulada, se puede utilizar una velocidad de obturación más rápida.

luz natural

Una de las mayores ventajas de trabajar con este tipo de luz natural es la constancia, ya que su tono no cambia mucho durante el día, lo que significa que puedes trabajar con menos celeridad y prestar más atención a tus composiciones.

Mezcla de colores

Como todas las reglas que hemos aprendido, estas son sólo para una cosa que se rompe, en este caso mixta.

Conseguirás resultados muy agradables con la mezcla de luz natural fría y colores. Al poner colores cálidos en primer plano y los colores frescos en el fondo, por ejemplo, el contrato y la profundidad pueden sorprenderte.

También trabajar entre los tiempos de cambios del tipo de luz natural también le dará grandes fotos.

Usted estará a juego colores de la hora dorada, colores cálidos como el oro, con colores frescos de la noche.

luz natural

Mezcla de luz natural y artificial

También puede optar por hacer una mezcla de iluminación natural y artificial. En la siguiente foto vemos esto. La señora se iluminó con una lámpara de tienda de naranja en lo mucho que el resto era sólo la luz natural de un día nublado.

luz natural

O en este donde se mezcla la luz caliente de las antorchas con la iluminación del proyector azul frío detrás de ellas.

luz natural

Por ahora esto es todo, pronto aparezco aquí con otro post. Mientras tanto, si te gusta, deje que su comentario y compartir en su timelime!

Categorias
Photography Tips Tutorials

Natural light // Understanding the color of light

Light has different properties, this is a fact, and to further complete the subject addressed in one of the past posts, Natural Light: Quality of light, today we will talk a little about the color of natural light. So that by understanding this you will surely become a better photographer. 

Understanding the color of natural light

In this chapter we will see:

  • Explore how color can affect emotional response.
  • Understand how the color of natural light changes throughout the day.
  • Learn how to mix light colors to create depth.

Colors as visual elements building a story

What we perceive as color is nothing more than our brain’s interpretation of light reflected in some object or surface, which is transmitted to the brain by optic nerves.

Under the realm of color psychology, a number of studies have shown that colors can profoundly affect how we experience the world around us, from the taste of the food we eat, to how we respond to brand new packaging on supermarket shelves.

Colors affect how we feel, and that’s precisely why understanding is color is so important to you as a photographer.

There are many ways to control or change colors in your images, such as by editing, using filters, or adjusting the white balance.

But today’s subject is natural light, so that’s why we’re going to delve into this subject and learn how to create a more emotional response by using the right color of natural light.

natural light

As “color” is an amorphous concept in a way, after all everything we see can vary slightly in tone, there is no wood to define precisely such a hue, so we work with the concept of color temperature.

Discussing the technical definition of color temperature will be a waste of time for two reasons:

  1. You’re going to be sleepy
  2. And such a concept will not make you shoot better

The most important thing to learn here about color temperature is your measurement pattern, Kelvin degrees, and now you just find out what that “K” symbol means in the white balance adjustment on your camera.

From there we have the following:

  • Color temperature below 4000K is considered warm (colors in red and yellow)
  • Temperatures above 4000K are considered cold colors (blue)
natural light

Planning is necessary

In the previous article, Natural Light: The quality of light, you learned to forget the concept of good or bad lighting, and think in terms such as more appropriate or less adequate light.

And now of course we need to continue this whole matter, and in the same way as in the last article, here there is the most appropriate and the least appropriate. So knowing how natural light changes during the course of the day is your main planning factor.

Bluish Light (11000K)

natural light

This type of natural light can be found before sunrise and also after it sets.

It usually generates a melancholy and mysterious effect, and brings the feeling of coldness.

When you go out to photograph and are in such conditions in an urban environment, try mixing the natural light bluish, from dawn or dusk, with the artificial light, orange, of public lighting, this will create a combination of lights well banana and will bring more depth to the frame.

Caution: Due to the low light level during this time of day, pay close attention to the shutter speed to avoid blurry images.

Golden light or golden light (3500K)

This one depends a little on your geographic positioning. But usually natural light with such color can be found at sunrise and sunset.

Here the emotional effect is well known to photographers, who even nicknamed this moment Golden Hour or Magic Hour. It is very close to a pastel painting with your colors, warm shades of red and yellow.

Portraits taken during this hour seem full of magic and very welcoming.

natural light

Portraits can look very good using natural sunrise light as the only source of illumination.

Note that for magic to happen you need to be present, so if you plan to shoot during this period, plan your schedule as you will have to wake up early, very early.

Noon Light (5000 to 6500K)

This type of natural light also depends on its geographical location, in most places it is quite common about 1 hour after sunrise as well as 1 hour after it goes down.

The emotional effect is quite neutral, even though it is considered a cold color, in terms of Degrees Kelvin.

A nice thing about this type of natural light is that it will enlarge the colors of objects and bring a very nice contrast level to the photo.

natural light

Cloudy day (7000K)

Well here it’s pretty simple to define when. When the day is cloudy. It is a type of natural light that generates an emotional effect similar to bluish light but with a slightly sadder feeling.

Because it is a slightly stronger light, than bluish light, you can use faster shutter speed.

natural light

One of the biggest advantages of working with this type of natural light is constancy, because its tone does not change much during the day, which means that you can work in less haste and pay more attention to your compositions.

Mixing light colors

Like all the rules we’ve learned, these are only for one thing to be broken, in this case mixed.

You will achieve very nice results with the mixture of cold natural light and colors. By putting warm colors in the foreground and the cool colors in the background for example, the contract and depth can surprise you.

Also working between the times of changes of the type of natural light will also yield you great photos.

You’ll be matching golden hour colors, warm colors like gold, with cool evening colors.

natural light

Mixing natural and artificial light

You can also choose to make a mix of natural and artificial lighting. In the following photo we see this. The lady was illuminated with an orange shop lamp in how much the rest was just the natural light of a cloudy day.

natural light

Or in this where are mixed the hot light of the torches with the cold blue projector lighting behind them.

natural light

For now this is it, soon I appear here with another post. Meanwhile if you like it let your comment and share in your timelime!

Categorias
Dicas de fotografia Tutoriais

Luz natural // Entendendo a cor da luz

A luz tem propriedades diferentes, isto é um fato, e para completar mais um pouco o assunto abordado em um dos posts passados, Luz Natural: Qualidade da luz,  hoje falaremos um pouco sobre a cor da luz natural. De forma que compreendendo isto você certamente se tornará um fotografo melhor. 

Entendo a cor da luz natural

Neste capítulo iremos ver:

  • Explorar como a cor pode afetar a resposta emocional.
  • Entender como a cor da luz natural muda ao longo do dia.
  • Saber como misturar cores claras para criar profundidade.

Cores como elementos visuais que constroem uma história

O que percebemos como cor nada mais é que a interpretação de nosso cérebro da luz refletida em algum objeto ou superfície, que é transmitida ao cérebro pelos nervos ópticos.

Sob o domínio da psicologia das cores, uma série de estudos têm mostrado que as cores podem afetar profundamente como nós experimentamos o mundo à nossa volta, a partir do sabor da comida que comemos, a forma como respondemos a nova embalagem marca nas prateleiras dos supermercados.

Cores afetam a forma como nos sentimos, e é precisamente por isso que o entendimento é da cor é tão importante para você como um fotógrafo.

Há muitas maneiras de se controlar ou alterar as cores nas suas imagens, como por edição, com o uso de filtros, ou ajustar o balanço do branco.

Mas o assunto de hoje é luz natura, então é por isto que vamos nos aprofundar neste assunto e aprender a criar uma resposta mais emocional, usando a cor certa de luz natural.

luz natural

Como “cor” é um conceito amorfo de certa forma, afinal tudo que vemos pode variar ligeiramente de tonalidade, não existe uma madeira definir precisamente tal tonalidade, por isto trabalhamos com o conceito de temperatura da cor.

Discutir a definição técnica de temperatura da cor será uma perda de tempo por dois motivos:

  1. Você vai ficar com sono
  2. E tal conceito não fará você fotografar melhor

A coisa mais importante a aprender aqui sobre a temperatura da cor é o seu padrão de medida, graus Kelvin, e agora você acabou de descobrir o que significa aquele símbolo “K” no ajuste de balanço de branco em sua câmera.

A partir dai temos o seguinte:

  • Temperatura da cor abaixo de 4000K são consideradas quentes (cores em vermelho e amarelo)
  • Temperaturas acima 4000K são consideradas cores frias (azul)
luz natural

Planejar é preciso

No artigo anterior, Luz natural: A qualidade da luz, você aprendeu a esquecer o conceito de iluminação boa ou ruim, e pensar em termos como luz mais adequada ou menos adequada.

E agora é claro que precisamos dar continuidade neste assunto todo, e da mesma forma que no artigo passado, aqui existe o mais adequado e o menos adequado. Então saber como a luz natural muda durante o decorrer do dia é o seu principal fator de planejamento.

Luz azulada (11000K)

luz natural

Este tipo de luz natural pode ser encontrada antes do nascer do sol e também depois que ele se põe.

Normalmente gera um efeito melancólico e misterioso, e trás a sensação de frieza.

Quando você sair para fotografar e estiver em tais condições em um ambiente urbano, tente misturar a luz natural azulada, do amanhecer ou anoitecer, com a luz artificial, laranja, da iluminação publica, isto irá criar uma combinação de luzes bem banana e trará mais profundidade ao quadro.

Atenção: Devido ao baixo nível de luz durante esta hora do dia, preste muita atenção para a velocidade do obturador para evitar imagens tremidas.

Luz dourada ou golden light (3500K)

Esta aqui depende um pouco de seu posicionamento geográfico. Mas normalmente a luz natura com tal cor pode ser encontrada no nascer e no pôr do sol.

Aqui o efeito emocional é bem conhecido dos fotógrafos, que inclusive apelidaram este momento de Golden Hour ou Magic Hour. É bem próximo a um quadro de pintura pastel com cores suas, tons quentes de  vermelho e amarelo.

Retratos tirados durante esta hora parecem cheios de magia e bem acolhedores.

luz natural

Retratos podem ficar muito bons usando a luz natural do nascer do sol como única fonte de iluminação.

Note que para a magia acontecer você precisa estar presente, então se planeja fotografar durante este período, planeje sua agenda pois você vai ter que acorda cedo, muito cedo.

Luz do meio dia (5000 a 6500K)

Este tipo de luz natural também depende da sua localização geográfica, na maioria dos lugares ela é bem comum cerca de 1 hora depois do nascer do sol assim como 1 hora depois dele se pôr.

O efeito emocional é bem neutro, mesmo sendo considerada uma cor fria, em termos de graus Kelvin.

Uma coisa bacana sobre este tipo de luz natural é que ela irá ampliar as cores dos objetos e trará um nível de contraste bem bacana a foto.

luz natural

Dia nublado (7000K)

Bom aqui é bem simples definir o quando. Quando o dia estiver nublado. É um tipo de luz natural que gera um efeito emocional semelhante a luz azulada mas com uma sensação um pouco mais triste.

Por se tratar de um luz um pouco mais forte, do que a luz azulada, você pode usar velocidade de obturador mais rápidas.

luz natural

Uma das maiores vantagens de se trabalhar com este tipo de luz natural é a constância, pois a tonalidade dela não muda muito durante o dia, o que significa que você pode trabalhar com menos pressa e prestar mais atenção as sua composições.

Misturando as cores

Tal qual todas regras que aprendemos, estas aqui só servem para uma coisa serem quebradas, neste caso misturadas.

Você irá conseguir resultados muito bacanas com a mistura de luz natural fria e cores. Colocando cores quentes no primeiro plano e as cores frias ao fundo por exemplo, o contrate e a profundidade podem te surpreender.

Trabalhar também entre os horários de mudanças do tipo de luz natural também lhe rendera ótimas fotos.

Você será capas de combinar as cores da Golden Hour, cores quentes como dourado, com cores frias do anoitecer.

luz natural

Misturando luz natural e artificial

Você também pode optar por fazer um mix de iluminação natural e artificial. Na foto a seguir vemos isto. A senhora foi iluminada com um lâmpada laranja da loja em quanto o restante era apenas a luz natural do de um dia nublado.

luz natural

Ou neste onde estão misturadas a luz quente das tochas com a iluminação azul fria do projetor atrás deles.

luz natural

Por hora é isto ai, logo mais apareço aqui com outro post. Enquanto isto se gostou deixe seu comente e compartilhe na sua timelime!